Cochem: uma das pérolas da rota do vinho na Alemanha

Imersa num lindo vale fluvial e atravessada pelo Rio Mosela, Cochem faz parte da Rota do vinho na Alemanha e é o destino ideal para quem gosta de fazer passeios, caminhadas, pedaladas e degustação.

A região do Mosela é famosa por possuir lindas e características cidades medievais com castelos de contos de fadas situadas ao longo do rio, e paisagens encantadoras que se alternam entre vinhas e colinas de uma beleza quase surreal.

Se você gosta de cidades que parecem sair de livros de conto de fadas e de vinho, vai se apaixonar por este post. Vamos lá?

Rota do vinho na Alemanha

Vista a partir do castelo de Cochem

Cochem está situada no estado da Renânia-Palatinado, perto da cidade de Koblenz (56 km), de Colônia (121 km), Frankfurt (169 km).

Então se você estiver em uma dessas cidades, aproveite para fazer um belíssimo passeio de bate e volta ou fique alguns dias e conheça a Rota do  vinho na Alemanha.

Chegando na cidade, procure deixar o carro em um dos estacionamentos presentes no centro e siga para a parte histórica, que é aquela mais antiga onde não circula carros (entra somente carros autorizados) com ruazinhas estreitas e casas enxaimel.

Mas antes de se perder pelas ruelas do centro histórico, dê uma chegadinha em cima da ponte para pegar um espetacular panorama de Cochem. Você vai se encantar!

Degustação de vinho na Alemanha
A partir da praça do mercado medieval, chamada “sala de estar”, partem as ruas estreitas que permitem visitar a vila medieval descobrindo pequenas praças e becos, a câmara municipal barroca de 1739, a igreja São Martinho com a sua torre sineira substancial, a escada de pedra do convento dos capuchinhos de 1630 e a subida para o castelo Reichsburg (será dedicado um post somente ao castelo).

região da Alemanha

Rota do vinho na Alemanha

Você vai encontar algumas lojas com porta vinhos muito originais.

Porta vinhos na Rota do vinho na Alemanha

Em Cochem você poderá passar o tempo fazendo entre rotas pitorescas em ciclovias intermináveis, um passeio de barco no rio Mosela, alugar uma canoa para fazer um passeio romântico ou participar de um dos inúmeros eventos.

Isso incluindo festas de rua, ou em cantinas, para degustar o vinho local considerado de excelente produção devido ao clima e a posição onde crescem as vinhas.

Cochem - cidade medieval

E depois de uma agradável visita ao centro histórico de Cochem, respire fundo e enfrente a subida até o castelo. Parece difícil e cansativo, mas eu fiz e foi bem tranquilo.

Mas se você não tem muita resistência, pegue o ônibus que passa pelo centrinho apanhando os visitantes para levar até lá em cima. A subida a pé dura uns 20 minutos.

Vale do Mosela na Alemanha

E para finalizar o passeio com chave de ouro, nada melhor do que fazer degustação dos deliciosos vinhos dessa região da Alemanha.

Eu fui à cidade com meu marido num dia de domingo no mês de junho, quando geralmente as cidadezinhas da Alemanha organizam festas com música e muita cerveja ou vinho nos finais de semana.

Nesse caso pegamos um dia de festa com vários stands que ofereciam degustação de vinho.

Mas se você visitar Cochem num dia de semana ou em outro período, vai encontrar muitas tabernas que oferecem degustação de vinho da região.

Ou visite uma das vinícolas situadas no Vale do Mosela para comprar vinhos a preços muito convidativos diretamente dos produtores.

Vale do Mosela na Alemanha

Vale do Mosela com as vinhas

O dia estava perfeito para fazer um passeio pela Rota do vinho na Alemanha, ensolarado e quente, o que ajudou a degustar com mais prazer ainda o vinho bem geladinho! Foi logo paixão.

Experimentamos um dos melhores vinhos brancos até hoje, e terminamos levando algumas garrafinhas pra casa.

E como não comprar mais de uma garrafa se custava a partir de 8€?

Uva Riesling - degustação de vinho na Alemanha

Um pouco sobre o vinho dessa parte da Rota do vinho na Alemanha

Riesling é um tipo de uva branca cultivada originalmente na Alemanha, mais especificamente no Vale do Mosela, um rio que atravessa a região centro-oeste da Alemanha.

A uva Riesling se adapta bem a climas frios e áreas próximas a lagos ou rios e montanhosas.

A peculiaridade é que ela consegue manter suas melhores características, mesmo fora da área de origem. Por isso, hoje ela é cultivada em vários países como França, Itália, Áustria, Croácia, Nova Zelandia, Austrália, África do Sul, Estados Unidos e outros mais.

Mas segundo vários sites que li sobre o assunto, o sabor do vinho com uvas Riesling cultivadas em outros países, perde um pouco da sua verdadeira característica marcante em relação aquele do Vale do Mosela.

A característica mais interessante dos vinhos feitos com essa uva, é que tem grande longevidade, podendo durar tranquilamente até 10 anos. E se o tipo de uva Riesling for de qualidade muito superior, pode durar até 20/30 ou mais anos.

A particularidade da uva Riesling do Mosela, no entanto, é aquela de ser levemente doce (muito pouco, porque eu não gosto de vinho doce), isso é causado por um resíduo de açúcar sempre presente.

Mas na Alemanha geralmente é normal as vinificações de vinhos brancos, mesmo os secos, terem um maior nível de açúcar (cerca de 9-18 g / l), o que pode ser considerado um defeito, mas no Mosela essa particularidade torna-se um ponto a favor graças a acidez elevada capaz de neutralizar esta leve doçura.

Dica de mala para vinhos:

A Lazenne é uma empresa que ajuda os amantes e profissionais de vinho, a transportar suas garrafas em malas apropriadas em maneira segura, chegando ao destino final em perfeito estado. Quer saber mais detalhes? Visite o site: lazanne.com  – (link patrocinado)

SAIBA MAIS SOBRE A EUROPA

RESERVAS DE HOTEIS

Faça suas reservas de hotéis pelo mundo com nosso parceiro booking.com

PARA ACOMPANHAR KEVIAGEM NAS REDES SOCIAIS

SIGA NO Facebook, Instagram, Twitter, Youtube, Pinterest e Google+.

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Preciso saber a melhor época do ano para conhecer Cochem e toda região próxima .
    Quantos dias preciso passar sem pressa e sem economia , eu minha esposa .
    Aprecio bastante vinho e gastronomia

    26 de julho de 2017

Deixe Um Comentário