Passeio em Milão: Duomo e Via Torino

Um passeio em Milão começa na Praça de Duomo, onde encontra-se a famosa catedral da cidade “ Duomo di Milano”. Digamos que seria o ponto de referência do centro de Milão, porque dessa praça saem várias ruas que levam a outros pontos centrais bem interessantes. Na verdade, a palavra Duomo significa a igreja principal da cidade. Quando se chega em uma cidade aqui na Itália, se procura sempre pelo Duomo do lugar, porque está central e com certeza é rica em arquitetura e óperas de arte.

Que tal um roteiro de Milão detalhado por uma parte do centro da cidade? Então vamos lá!

Passeio em Milão com roteiro a partir da Catedral de Duomo

Passeio em Milão

Euzinha na frente da Catedral de Duomo

A construção de Duomo de Milão iniciou em 1386 e demorou 6 séculos para terminar totalmente. Passou por vários períodos, assumindo muitas influências na sua arquitetura, mas conseguindo preservar bem aquela inicial, gótica.

A catedral dispõe de um terraço onde os visitantes podem ter uma vista panorâmica incrível da praça e de uma boa parte do centro de Milão. É possível subir no terraço da catedral de elevador (custa € 13,00), ou de escadas pagando mais barato (€ 8,00). Você vai encontrar picos altos, estátuas e o outro símbolo de Milão (depois de Duomo) a “Madonnina”. Tem até uma música em sua homenagem, se chama “Oh mia bella Madunina”. A estátua da Madonnina é dourada, está colocada no pico mais alto do terraço e mede 108 metros.

Catedral de Duomo

Catedral de Duomo

Chegando na Praça de Duomo, vá logo visitar a igreja, você não vai se arrepender, mas saiba que não pode entrar com blusa ou vestidos sem mangas, e muito menos de bermudas.

Nosso roteiro de Milão prossegue para o Palazzo Reale.

Saindo da catedral de Duomo, a sua esquerda, está o “Palazzo Reale” (Palácio Real), por muitos séculos foi sede do governo de Milão, hoje é um edifício antigo com um importante centro cultural, que faz mostras e exposições.

O que fazer em Milão

Palácio Real

Na sua direita, está a “Galeria Vittorio Emanuele”, é uma passagem coberta com lojas de marcas como Louis Vuiton, restaurantes e bares, que vai dar na Piazza della Scala (onde se encontra o Teatro alla Scala). Dê uma entradinha no bar Zucca – encontra-se na entrada da galeria do lado esquerdo – só pra ver o mosaico nas paredes, já está meio desbotado por causa do tempo, mas é sempre interessante aprecia-lo.

Galeria Vittorio Emanuele

Galeria Vittorio Emanuele

Chegou a hora de fazer uma pausa do seu passeio em Milão para experimentar o “panzerotto” – é uma massa frita recheada com tomate e mozzarela e outros sabores, tem também assado, mas o tradicional e mais gostoso mesmo é o frito –  mais famoso da cidade. Dê uma chegadinha ao Luini, encontra-se numa rua ao lado da catedral de Duomo, via Radegonda 16. Você vai ver logo um monte de gente na rua, é a fila e o pessoal comendo sentado nas calçadas ou apoiado em algum lugar. Nas segundas-feiras, o local abre somente das 10hs às 15hs, nos outros dias, fecha às 20hs.

Se você levantar cedo, vai conseguir fazer esse passeio em Milão tranquilamente: visitar a igreja, ir ao Palazzo Reale, entrar na galeria Vittorio Emanuele e comer o panzerotto do Luini na hora do almoço. Então vamos dar mais um rolê.
Visite Via Torino, aqui você vai encontrar várias lojas com preços abordáveis, como Zara, Mango e outras.

Centro de Milão

Centro de Milão – Via Torino

Continuando o passeio em Milão, siga para Via Torino, aproveite para visitar a igreja de Santa Maria de San Satiro, é bem pequena, mas vale a pena conhece-la.

Entrando na igreja, você vai ter a perfeita ilusão que atrás do altar tem um grande espaço bem completado de colunas e decorações, e que o teto é longo. Mas não é assim, é somente uma ilusão ótica, precisa chegar bem perto para entender.

O criador dessa maravilha, foi um dos maiores arquitetos italiano, Donato Bramante. O motivo dessa criação, foi porque a igreja não obteve a permissão para construir do tamanho escolhido, a dimensão foi muito reduzida, então o arquiteto Bramante a projetou de uma maneira que pudesse dar uma sensação de um espaço maior. Eu tive que chegar bem perto do altar e fixar o teto para entender essa ilusão. Se você for lá, depois me conta qual foi a sua percepção, a minha foi incrível, fiquei de queixo caído.

Igreja Santa Maria de San Satiro

Igreja Santa Maria de San Satiro,

Se a fome bater, dê uma chegadinha na Via dell’Unione no restaurante  “Alla Vecchia Lateria”. Quando entrar, você vai pensar que se encontra em um buteco, mas não é não! É um restaurante com comida caseira típica vegetariana. Aqui na Itália, não é fácil encontrar lasagna nos restaurantes, mas só em lugares como esse, ou em verdadeiras tratorias (porque muitas colocam o nome de tratoria, mas não fazem comida caseira e tradicional). O lugar é bem frequentado e muito original, sendo bem pequeno é sempre cheio, precisa chegar cedo na hora do almoço. A noite fazem happy hour das 18.30hs às 22hs, terça e quinta com música ao vivo( sacks e violão). Convém reservar.

Roteiro de Milão

Restaurante La Vecchia Latteria

As igrejas fecham no hórario do almoço (com exceção de Duomo), geralmente entre 11.30h e 12h e abrem às 15.30h fechando por volta das 18h30/19h.

Continue o passeio em Milão descendo a Via Torino, entrando nas lojas, admirando, comprando, gastando e ficando feliz………….rsrsrsrs. Afinal de contas, você está na cidade da moda!!!!

Cidade da Moda

A um certo ponto na via Torino,  tem uma bifurcação, pegue a rua do lado esquerdo (Largo Carrobio), siga por alguns metros até chegar nas “Le Collone di San Lorenzo“” (Colunas de San Lorenzo). São 6 colunas de uma antiga construção da época romana em Milão, situada em frente a Basílica de San Lorenzo e com a estátua de Constantino na praça. Hoje é um lugar de encontro dos jovens, principalmente no verão.

Passeio em Milão

Colunas de San Lorenzo

No fundo das colunas, estão os Arcos da Porta Ticinese.

Descendo sempre reto pela Via Porta Ticinese, você vai chegar na Piazza XXIV Maggio, e vai se deparar com outro belo monumento da cidade de Milão, a Porta Ticinese.

O que fazer em Milão

Porta Ticinese

Siga para o lado direito da Porta Ticinese para chegar nos famosos canais dos Navilhos (Canali dei Navigli).

Canais dos Navilhos

Navilho Grande

Aqui vai uma dica para quem nunca veio para Europa. A palavra chave é caminhar, aqui se conhece os lugares caminhando, pegando ônibus, metrô e pedalando em bicicleta. Esse é o melhor modo para conhecer bem os lugares por aqui, mesmo porque, tem uns cantinhos que a gente só descobre assim mesmo. Então quando fizer a mala, coloque uns sapatinhos bem confortáveis, você vai usa-los.

[caixa title=””]

Organize sua viagem para Itália visitando os links abaixo 
Reserve seu hotel com o booking.com
Viajando de carro, alugue com Rentalcars
Passeios, transfers e shows na Itália

Siga Keviagem nas redes sociais:
instagram
facebook
twitter

[/caixa]

Mappa do centro de Milão

Mapa do centro de Milão

 

 

 

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Oi
    Dan
    Tá ótimo, assim vc ajuda mtas pessoas que querem passear na Itália, vai colocar mais coisas?
    bjs

    25 de outubro de 2011
  • Damares Lombardo

    Adorei td isso, deu uma saudade de duomo, adorava passear ai.

    27 de outubro de 2011
  • Damares Lombardo

    Acabei de deixar uma pergunta em outro post sobre os restaurantes vegetarianos e agora encontrei foto de um por aqui 🙂 dica anotadíssima!! Mais uma vez obrigada!

    6 de agosto de 2012

Deixe Um Comentário