Algumas tecnicas de sobrevivência em Londres

Algumas tecnicas de sobrevivência em Londres podem te ajudar a se virar bem numa das cidades mais caras do mundo!

Aliás, quando mudar para o exterior, a menos que já tenha um emprego esperando por você, ou uma conta bancária de luxo, é melhor viajar com muita cautela.
Você precisa entender como fazer essa mudança para o novo destino, e entender como se mover, quais são os lugares mais baratos, onde alugar casa mais econômica, e mais umas coisinhas importantes.

Aqui vão algumas dicas  para sobreviver na cidade mais procurada pelos brasileiros na Europa para morar, Londres!

Algumas dicas que escrevo aqui,  também podem servir para usar em outras cidades do exterior.

Antes de viajar

Procure ter um contato na cidade que está indo, se não conhecer ninguém, procure na internet  “brasileiros que moram em Londres”, por exemplo. Peça ajuda e procure criar uma certa amizade, assim quando chegar no lugar, vai ter alguém pra pelo menos encontrar e papear. Não seja invadente e folgado, tipo:  “será que você não tem  um quarto para eu ficar nos primeiros tempos ai?”. Os brasilerios que já moram no exterior, pincipalmente por bastante tempo, vão te ignorar e cortar o contato. O que você pode fazer, é perguntar se a pessoa poderia indicar um lugar decente para alugar um quarto, sem pedir nada.

Casa/apartamento

Assim que você souber a data que vai viajar, procure um quarto para alugar por internet, evite ir nas agências imobiliárias quando chegar por lá, cobram taxas dos proprietários e, obviamente, o aluguel vai ficar mais caro. A área sul de Londres, ou melhor, a SW, custa mais caro do que a zona norte da cidade.  Isso ocorre porque áreas como Wimbledon e Richmond, são intocáveis por causa dos aluguéis caríssimos, quase ao ponto de competir com a zona de Kensington. A maioria das pessoas quando chegam em Londres, alugam um quarto, o aluguel é cobrado por semana e geralmente pedem o pagamento de 1 a 3 meses de antecedência. Antes de alugar um quarto, é melhor analisar a área, se tem metrô ou ônibus perto e tente encontrar um all inclusive (tudo incluido), ou seja, se um quarto custa 400 libras por mês, certifique-se que nesse valor já esteja incluso tudo, desde água, eletricidade, gás e assim por diante.

Meios de locomoção

Se você conseguir um trabalho perto de casa, procure ir de bicicleta, porque Londres é conhecida como a cidade bike-friendly. Você vai ver muitas pessoas indo trabalhar de skate ou patins, então aproveite e use você também esses meios de transportes, vai economizar e pegar menos trânsito.

Roupas

Em Londres tem Primark, que veste todos a preços acessíveis, as roupas não duram muito, mas os preços são muito competitivos. Outra alternativa são as “charity shops”, lojas de caridade, ou também as lojas de roupas usadas, que tem muito em Londres e às vezes encontra-se coisas bem legais.

Beleza e higiene  do corpo

Boots tem uma linha de maquiagem realmente barata, tudo por 1 libra, e assim como o Superdrugs. Para a higiene do corpo, tipo sabonete e outros, tem a Poundland, onde tudo também custa 1 libra.

Comida

Evitem comprar no Waitrose, Marks & Spencer que tem preços mais altos, procurem a cadeia de supermercados alemã LIDL, lá é tudo muito mais barato.

Algumas tecnicas de sobrevivência em Londres

Compre o porridge, que misturado com leite quente ou água e uma pitada de mel, cria um mingau que satisfaz  por muito tempo!

Compre o café liofilizado da Sainsbury  que custa 1,50 – é aquele com a tampa vermelha, não é ruim.

Coma pasta a vontade, com um pacote você vai comer por uns 3 dias, faça com molho pronto mesmo.

Os ovos custam pouco, aproveite para fazer omeletes.

Os croquetes de peixe congelados, como aqueles da Sainsbury basic, custa 1 libra, e tem a mesma quantidade daqueles da Birdseye.

Compre verduras congeladas, custa 1 libra e dura bastante no congelador, sem risco de estragar.

Quando comprar pão, coloque no congelador o que sobrar, assim é só tirar algumas horas antes de comer, e vai parecer fresco.

Faça uma excessão para a pizza, compre no balcão dos produtos frescos no Marks & Spencer, custa 4 libras, mas é aquela que mais se aproxima àquela italiana.

Ginástica

Se você é acostumado a malhar no Brasil, economize, não pague academia, vá correr em um dos vários parques da cidade. Você também pode colocar um anúncio online em um fórum,  perguntando se alguém quer se juntar ao seu jogging no Hyde Park, em Londres isso é normal,  é também uma maneira para fazer novos amigos.

Cultura

Gosta de lêr? Então faça a carteirinha em uma biblioteca municipal, é grátis, vai poder pegar todos os livros que quiser, e aproveitar para praticar seu inglês. Outra alternativa, é ir em uma grande livraria, sentar em uma poltrona muito cômoda (ninguém vai olhar mal pra você, isso também é normal), e lêr o que quiser por uma hora.

Diversão

Lembre-se que Londres é bem cara, então procure as tantas ocasiões gratuitas,  ou com preço reduzido. Uma vez por semana, ou quando puder, procure fazer algo que goste, tipo ir ao cinema, tomar um sorvete ou até mesmo tomar um cafezinho sentado na Starbucks, são pequenos luxos que precisa fazer de vez em quando para levantar o astral.

Pode parecer exagerado o que escrevi aqui, mas nos primeiros tempos quando chega-se no exterior, sem trabalho e com uma grana que vai durar por um certo tempo, é muto importante saber como economizar. Não se esqueça que o real é sempre mais baixo do que o dólar, do euro e da libra, e isso com certeza não ajuda muito, sem contar que a maioria dos países na Europa, são bem caros, Londres principalmente. Boa sorte e divirta-se em Londres, eu particularmente, a adoro!!!

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Adorei tudo isso que vc escreveu, Londres é bem assim mesmo, achei o maximo ver o povo andando de bicicleta na frente do onibus, tbm adorei a quantidade de parques que existe la.

    9 de março de 2012

Deixe Um Comentário