Comida de rua na Itália

A comida de rua é uma invenção muita antiga, tem cerca de três mil anos, foram os povos nômades a inventar essa maneira de consumir uma refeição, os romanos aproveitaram e fizeram uso, tanto que a maioria da população fazia suas refeições em pé rapidamente, em lugares semi-abertos adjacentes à estrada.

Você vai encontrar muitas destas estruturas nas ruínas de Pompéia. Ali as tabernas não eram somente metas dos viajantes de passagem, mas servia também como ponto de apoio para os pobres esquentarem a própria comida (nem sempre tinha-se fogão em casa). Práticas populares deste tipo, foram no entanto, consideradas de mau gosto pelos nobres, porque comer na rua e em pé, colocava a reputação pra baixo.

Ainda bem que isso mudou, e hoje é uma das maneiras mais usadas no mundo inteiro de consumir uma refeição, especialmente se estamos viajando, além de economizar, experimentamos sabores novos!
Principalmente para os mochileiros, que viajam com um orçamento muito pequeno, a “comida de rua” é uma maneira barata e deliciosa de abordar a culinária e a cultura local. Quiosques, barracas e restaurantes de pequeno porte se encontram sempre em cada esquina, dando água na boca pra quem passa na frente, com cheiros fortes, convidando a fazer um lanchinho rápido e nutritivo.

Em Gênova, por exemplo, o prato principal da comida de rua é a “farinata”, uma massa feita com grão de bico e frita no azeite. Quer coisa mais nutritiva do que grão de bico? Sem contar que é deliciosooooo. Adoro!!!
La Farinata

Em Palermo, tem a Panella, uma massa feita de farinha de grão de bico ou de batata,  frita e colocada dentro do pão como sanduíche. Arancini, é um bolinho de arroz com carne moída frito. E para os paladares e estômagos fortes, tem o famoso “pani ca meusa” (sanduíche feito com o baço do animal, passado na banha e comido com pão polvilhado com sementes de gergelim). Nos mercados populares de Palermo, desde o Vucciria ao Ballarò, você vai encontrar polvo fresco cozido ao momento, é só colocar sal e limão e comer.
La Panella                                              Arancini                                                 Pani ca meusa
    

O lampredotto é uma instituição em Florença, presente quotidianamente nas ruas, nas barracas dos “tripaios”, (barracas de tripas). Esses pequenos quiosques de quatro rodas, são os baluartes de uma tradição popular, preservada no tempo sob a sombra dos edifícios antigos e grandes obras de arte. Os moradores de Florença, costumam dizer que o lampredotto não é comida para os turistas (mas os turistas adoram), é comida de rua,  é a história e a vida de um povo que passou por aquelas ruas e nelas viveram e vivem ainda hoje. O lampredotto é um sanduíche com tripa, uma refeição típica florentina. São pedaços de bucho cozido durante horas com tomate, cebola, salsa e aipo. É servido ao gosto do cliente, podendo ser banhando no caldo que foi cozido, com pimenta do reino e molho verde. Se você tem estômago pra esse tipo de sanduíche, então ponha de lado a delicadeza, e procure- os em Florença, estão espalhados em vários cantos da cidade. E boa digestão!
O Lampredotto
 

Aqui vai uma pequena lista de comidas típicas de rua de algumas regiões, e se você estiver passando por uma delas, não deixe de experimenta-las:

LOMBARDIA: sanduíche com mortadela
LIGURIA: fogazza de Recco, farinata
EMILIA ROMAGNA: nhoque frito, piadina
TOSCANA: Lampredotto
MARCHE: olive ascolane
UMBRIA: sanduíche com carne de porco
CAMPANIA: em Nápoles, vai encontrar a verdadeira pizza
CALABRIA: morzeddu, sanduíche com o interior do bezerro e molho pica

P.S. As fotos presentes nessa página foram extraídas da internet

Organize sua viagem para Itália visitando os links abaixo (os links abaixo são de parceiros comerciais do blog)
Reserve seu hotel com o booking.com
Viajando de carro, alugue com Rentalcars

Siga Keviagem nas redes sociais:
https://instagram.com/keviagem/
https://pt-br.facebook.com/KeViagem
https://twitter.com/keviagem

 

 

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Oi Damares,
    Vi seu comentário no VnV sobre as comidas de rua e vim ler seu post. Moro na Sicília (Catania) e aqui é a pátria da comida de rua. Você explicou bem as comidinhas de Palermo. Imagina que a cidade é a 4ª do mundo no quesito comida de rua. Tem para todos os gostos!
    Um abraço,
    Patricia

    20 de agosto de 2014

Deixe Um Comentário