Freiburg: a porta de entrada da Floresta Negra

Freiburg em Brisgovia, está situada na Alemanha meridional, é a quarta cidade em ordem de tamanho do Baden-Württemberg, depois de Stuttgart, Mannheim e Karlsruhe.

Encontra-se no sul de Baden-Württemberg, aproximadamente a 15 km da fronteira com a França e a 50 km da fronteira com a Suiça. Surge numa área de origem vulcânica e goza de um clima favorável para produção de vinhos, de fato a região é conhecida pela sua produção. As cidades mais vizinhas são Mulhouse, Colmar e Strasbourg, na França, e Basel e Zurich na Suiça. As cidades alemãs que se encontram mais perto de Freiburg são Karlsruhe (130 km) e Stuttgart (200 km).

Saimos de Milão na sexta feira, a viagem dura geralmente 4 horas, mas pegamos trânsito,  e com isso se transformou em 6h. Deixamos Milão com 15°C e encontramos -2°C quando chegamos em Freiburg, mas já era as 20h, lá a temperatura cai bastante a noite nessa época. Sábado pela manhã estava meio nublado e frio, mas depois das 12h o sol chegou, e com ele uns grauzinhos a mais. Que bom!!!

Fomos tomar o café da manhã na antiga estação de trem da cidade, que hoje é um bar  e  ponto de encontro de jovens a noite e de pessoas de todas as idades durante o dia. Depois de tomar o café da manhã nesse bar cheio de gente, fomos passear no centro. A cidade tem uma posição privilegiada, está situada entre a Suiça e a França e é a porta de entrada da Floresta Negra.

Freiburg na Floresta Negra

Deixamos o carro um poquinho fora do centro, a uns 500 metros, porque os estacionamentos dentro do centrão são muito caros. Atravessamos uma das duas portas da cidade velha que se chama Martinstor e entramos na parte histórica. Uma muralha de dois quilômetros de comprimento, que foi construída para a defesa da cidade no passado, e dela restam ainda alguns vestígios bem conservados e duas portas.

Centro de Freiburg  Floresta Negra na Alemanha

No entanto, a característica mais marcante da arquitetura é a Catedral da cidade em estilo gótico (Münster), com seus majestosos vitrais. A construção começou em 1283 e se desenvolveu em várias fases, é dedicada a São Nicolau e tem uma torre de 74 metros de altura, que oferece uma vista panorâmica incomparável de 360 ° (subindo de escadas e pagando 3 euros).

Infelizmente não pude fazer muita foto da igreja porque tinha o mercado na praça onde ela está localizada, estava lotada de gente e com muitas barracas, o que não permitia  fotografar bem a sua entrada.

Catedral de Freiburg

A praça se chama Münsterplatz, onde acontece o mercado da cidade todos os dias até as 14h, com repouso aos domingos. No mercado (feira), encontrei barracas que já estavam vendendo as decorações natalinas, aproveitei para comprar uma pra minha casa. Na Alemanha, usa-se como tradição colocar uma dessas coroas na mesa 4 domingos antes do natal. Advento: tempo de preparação do Natal, para a vinda do Cristo-Menino. Compreende os quatro domingos que antecedem o Dia de Natal. As famílias cristãs costumam fazer a preparação do Natal com a Coroa do Advento. Monta-se uma coroa de ramos de pinheiro adornada com fitas vermelhas, com quatro velas equidistantes simbolizando Jesus Cristo, a luz do mundo. A cada domingo, até o Natal, uma vela por vez é acesa por um membro da família, na hora do jantar. No quarto domingo todas as velas estarão acesas. O natal nesses países nórdicos são muito bonitos pela decoração dentro e fora das casas, é realmente um encanto ve-las cobertas de neve com as iluminações.

Coroas de natal na Alemanha

Depois de rodar bem pelo mercado (feira) que adoro, encontramos um amigo alemão (Rolf) do meu marido de velhas datas, e fomos parar em uma das barracas que vendem sandwiches com as famosas salsichas alemãs, onde você escolhe o recheio e depois coloca (self service) os molhos: ketchup, mostarda e outros. Não sei se era bom, não gosto de salsichas, mas todos se deliciaram.

Comida de rua em Freiburg  Comida de rua em Freiburg-001

Rolf nos levou em um bar para que eu pudesse comer algo, já que não comi o sanduíche com salsicha. O bar era um dos points da cidade, muito frequentado pelos residentes e universitários. O nome do bar é Schappen e está na rua Löwenstrasse, na zona dos bares, que se chama “Bermuda-Dreieck” (Triangulo das Bermudas). A especialidade do local é Whisky, tem marcas do mundo inteiro. Eles fazem um menu que se chama “Whisky e Absinthkarte”, com a possibilidade de experimentar 6 tipos de whisky de vários países, pagando € 14. Fazem batatas fritas muito gostosas, cortadas em vários modos, servidas com uns patezinhos deliciosos, eu comi tomando um bom chop.

Passamos a parte da tarde passeando pela cidade entre as vielas e apreciando os Bächle, são os pequenos canais de água que circundam o centro histórico adornados por mosaicos nos cantos do Reno. A cidade possui mais de 200 excepcionais fachadas góticas do século XV, proporcionando  grande charme medieval de seu Centro Histórico. O bondinho passa no meio da rua onde as pessoas caminham o tempo todo, a calçada é rebaixada, então não se percebe a diferença entre uma e outra, mas as pessoas conseguem se organizar, quando ele passa, se afastam, e os motoristas são disciplinados.

Floresta Negra na Alemanha-001

Canal de Freiburg

Cidades da Flores Negra

Centro de Freiburg

É uma animada cidade universitária, que recebe numerosos estudantes de várias partes do mundo, criando um misto cosmopolitano muito diversificado. Sua população hoje chega a cerca de 200 mil habitantes, e com aproximandamente 30 mil estudantes universitários. Oferece termas com fontes curativas em Badenweiler, as quais foram descobertas pelos romanos em 75 d.C. É considerada uma cidade ecológica, pelo grande número de pessoas que usam a bicicleta como meio de transporte, a cidade é repleta de estacionamentos para bikes. É um exemplo de cidade na luta contra o aquecimento global, como publicado no Financial Times.

Centro histórico

Centro histórico de Freiburg

Bicicletas

Um antigo funicular inaugurado em 1899, faz a ligação do bairro de Neuveville até a cidade alta.

funicular na Floresta Negra

Saindo da parte histórica, passamos por ruas mais largas cheias de bares com mesas nas calçadas, tinha até cadeiras cobertas com pele para os mais friorentos, o alemão pensa em tudo! Fomos para casa repousar, porque no domingo tínhamos um ótimo programa, passear na Floresta.

Local em Freiburg  Roteiro na Floresta Negra

Edifício

                             Como chegar em Freiburg  

Esse é o itinerário mais rápido para quem vai de carro de Milão:  Milano – Chiasso – San Gottardo – Lucerna – Basel – Freiburg (A5)

Trem: de Milão são aproximadamente 6 horas com a ferrovia alemã DB BAHN  (bahn.de), de Roma são 9 horas

Aéreo:  o aeroporto mais perto encontra-se em Basel, na parte francesa/suiça, está mais ou menos a uma hora de distância de carro, chegando com vôo internacional, o aeroporto de Frankfurt está a 250 km

[caixa title=”Saiba mais sobre a Floresta Negra”]

Floresta Negra: Villingen
Freiburg e as cores do outono na Floresta Negra

Organize sua viagem para Alemanha visitando os links abaixo (os links abaixo são de parceiros comerciais do blog)
Reserve seu hotel com o booking.com
Viajando de carro, alugue com Rentalcars

Siga Keviagem nas redes sociais:
instagram.com/keviagem/
facebook.com/KeViagem
twitter.com/keviagem

[/caixa]

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Gostei muito dos comentarios, me foi muito uteis, pois estive lar agora em agosto de 2012 e não sabia nada da Cidade, graça aos seus comentarios estou bem informado.
    Grato,
    Lima da Bahia,
    Facebook – Lima o Peixe

    15 de setembro de 2012
  • Damares Lombardo

    Não paro de ver posts incríveis sobre a Alemanha, como esse seu.. cada vez mais estou com vontade de conhecer!
    Meu único porém é quanto à alimentação.. sabe me dizer se opções vegetarianas são comuns nos restaurantes das cidades maiores tipo Berlim, Colônia e Frankfurt??
    Ótimo post, mais uma vez!

    15 de fevereiro de 2014
      • Damares Lombardo

        Obrigada pela resposta, agora me animei ainda mais.. 🙂

        16 de fevereiro de 2014
  • Damares Lombardo

    Sou fascinada por literatura, principalmente os clássicos infantis e infanto juvenis. Sendo assim, tenho um grande desejo de conhecer a Floresta Negra. Como sei que ela é imensa, não tinha idéia por onde chegar. Por aqui, já me situei. Fiz até anotações na minha agenda. Ótimas informações, claras e objetivas. Agradeço de coração. Valeu !

    15 de junho de 2016
  • Damares Lombardo

    Adorei as dicas sobre Freiburg. Onde fica a antiga estação de trem da cidade onde hoje vcs disseram que é um bar e ponto de encontro ? Ficamos interessados em tomar café da manhã por lá.

    21 de novembro de 2016

Deixe Um Comentário