Geografia da Europa para entender como montar um roteiro

Conhecer melhor a geografia da Europa poderá ajudar você a programar seu itinerário de viagem ao Velho Continente em maneira mais clara.

Antes de fazer uma viagem à Europa, sugiro que procure a compreender os aspectos geográficos do continente europeu pra que você possa se orientar melhor e decidir quais países visitar pra que depois possa montar um roteiro de viagem bem elaborado.

Preparar um itinerário de viagem à Europa nem sempre é simples, sobretudo quando não se sabe quais destinos escolher. Que tal se aprofundar um poquinho na geografia da Europa para entender melhor o que você encontrará em cada região?

mapa da Europa

Geografia da Europa

Antes de montar um roteiro de viagem, sugiro que em primeiro lugar, analise o que está levando você a fazer uma viagem à Europa pensando no que mais o atrai dentro do Velho Continente, depois procure adquirir conhecimento sobre o que encontrará em cada zona. A geografia muitas vezes não é colocada em consideração, e isso é um erro, sobretudo quando o itinerário abrange vários destinos.

O que levar em consideração para organizar uma viagem à Europa com base na geografia

A) Um bom mapa topográfico com escala que forneça maiores detalhes sobre as regiões e os países. A boa qualidade de um mapa é como um livro, contém uma grande quantidade de informação que precisa aprender a decifrar reconhecendo todos os simbolismos. No mapa você poderá experimentar a programar diferentes rotas para se familiarizar com o território, como com a rede rodoviária e os nomes dos lugares.

B) Um manual geográfico para conhecer as características do clima, a morfologia e os aspectos antrópicos. Aconselho a tomar uma certa atenção nas características da população (demografia, cultura).

1) Uma idéia de itinerário na Europa: Itália, Áustria, Rep. Checa, Polônia, Alemanha, Holanda.

Veja no mapa da Europa abaixo como tracei a rota. Baseando-se nesse percurso, você pode incluir ou excluir um país que esteja no trajeto, mas seguindo essa direção. Assim como pode também começar pela Holanda e terminar na Itália.

Itinerario na Europa

2) Outra opção de roteiro na Europa: Itália, Suiça, França, Reino Unido, Bélgica, Holanda, Alemanha

Roteiro na Europa

3) Opção de roteiro na Europa a partir do Sul seguindo em direção aos países nórdicos: Espanha, França, Bélgica, Holanda, Alemanha, Dinamarca, Suécia, Noruega (este roteiro pode ser feito de carro em 30 dias sem estresse)

Geografia da Europa

A coisa interessante e bacana do continente europeu, é que os países se encontram próximos, então se o viajante tiver tempo, dá para fazer uma viagem incrível em 30 dias passando por panoramas diferentes  e conhecendo culturas distintas.

Você sabia, por exemplo, que a Europa pega uma parte da Àsia? O termo Velho Continente é usado apenas politicamente, porque pela sua morfologia, os geólogos consideram o continente um só bloco chamado Eurásia. A Europa faz parte do continente euro-asiático, e as fronteiras que a separam da Ásia são marcadas pela cadeia dos Montes Urais, do rio Ural, do Mar Cáspio e das montanhas do Cáucaso.

As fronteiras da Europa

Geograficamente, a Europa é uma península e faz as seguintes fronteiras: com o Oceano Ártico, ao norte, com o Oceano Atlântico, a oeste, com o Mar Mediterrâneo e o Mar Negro, ao sul. Parte do oeste da Islândia em direção aos montes Urais, no leste da Rússia.

No ponto mais ao norte está o arquipélago das Svalbard, na Noruega, enquanto nas áreas mais ao sul encontram-se as ilhas gregas e Malta.

O Bósforo é um estreito que liga o Mar Negro e o Mar de Mármara separando a Europa da Ásia. Esse estreito se encontra em Istambul, fazendo com que a cidade pertença a dois continentes diferentes, europeu e asiático. O estreito de Dardanelos liga o Mar Mármara ao Mar Egeu.

Características físicas da Europa

A Europa é composta por um conjunto de penínsulas: iberica, itálica, balcânica, escandinava.

Localização dos extremos geográficos: ao norte, na Noruega, está o Cabo Norte; ao sul, perto de Gilbratar, no sul da Espanha, está a Ponta de Tarifa; a oeste, em Portugal, está o Cabo da Roca; ao leste, estão os assentos Urais situados no nordeste da Rússia europeia. Nessas partes dos extremos geográficos geralmente tem muito vento.

As regiões do sul são as mais montanhosas, indo para o norte, o terreno desce dos Alpes, Pirinéus e Cárpato através de planaltos montanhosos e termina nas amplas e baixas planícies do norte.
A área plana é conhecida como a Grande Planície Europeia e tem o seu centro no norte da Planície da Alemanha. Existe também na costa norte-ocidental, uma cadeia de montanhas começando no oeste pelas ilhas britânicas e continuando ao longo do eixo montanhoso da Noruega.

População da Europa

Apesar da Europa ser um dos continentes menores, tem um número de população alto, atualmente há mais de 700 milhões de habitantes. As causas desta concentração são uma variedade de fatores, principalmente sua localização geográfica, pois se encontra quase inteiramente incluída na zona temperada com 80% de terra fértil  utilizada para a agricultura, além de ser um continente rico e possuir uma qualidade de vida alta.

Clima da Europa

A maior parte da Europa tem um clima ameno, a Corrente do Golfo aquece o ar e a água do Mediterrâneo. No entanto, os ventos frios vindos do Círculo Ártico faz com que o norte da Europa seja uma área muito fria, enquanto os Alpes e os Pirinéus protegem os países mais ao sul, que, de fato, apresentam um clima ameno e agradável.

Geografia da Europa dividida por regiões

Alguns países têm o território incluso seja na Europa que na Ásia (Russia, Cazaquistão, Turquia, Azerbaijão e Georgia). Outros, estão situados completamente no território asiático, mas são considerados como parte da Europa por questões históricas e culturais (Armênia e Cipro).
Alguns países podem ser considerados parte de duas regiões. Por isso você poderá encontrar, por exemplo, a Alemanha, como parte da Europa Ocidental ou Central.

Europa Meridional ou Sul da Europa

O Sul da Europa é composto por três grandes penínsulas: iberica, italica e balcânica. Nestas três penínsulas existem 14 países: Portugal (Lisboa); Espanha (Madrid); Itália (Roma); Eslovênia (Liubliana); Croácia (Zabreg); Bósnia e Herzegovina (Sarajevo); Servia e Montenegro (Belgrado); Macedônia (Skopje); Albânia (Tirana); Romênia (Bucareste); Bulgária (Sófia); Grécia (Atenas); Eslováquia (Bratislava), Hungaria (Budapeste).

As penínsulas geralmente são muito montanhosas e todas as três acima encontram-se no Mar Mediterrâneo.
As três penínsulas apresentam climas diferentes. Nas montanhas mais altas, como os Alpes e os Pirineus, apresentam um inverno frio e um verão fresco: este tipo de clima é chamado de frio continental. Nas planícies do interior, o inverno é frio e o verão é quente: este tipo de clima é chamado continental temperado. Nas costas e ilhas o verão é longo e quente e o inverno é mais ameno: este tipo de clima é chamado de Mediterrâneo.

Europa Central e Ocidental

Esta parte da Europa é composta pelas Ilhas Britânicas e pela Europa Continental. Nesta região existem 11 países: Europa Ocidental: Reino Unito (Londres); Irlanda (Dublin); França (Paris); Países Baixos (Amsterdam); Bélgica (Bruxelas); Luxemburgo (Luxemburgo). Europa Central: Alemanha (Berlim); Suiça (Berna); Áustria (Viena); Polônia (Varsóvia); Rep. Checa (Praga).
O mar mais importante é o Mar do Norte. Ao norte, em direção a costa, há planícies. No centro tem antigas montanhas com importantes rios: o Reno, o Elba e o Danúbio.

As ilhas britânicas (Grã-Bretanha e Irlanda) são muito antigas, e ao longo dos anos o vento, a chuva e a neve reduziram suas montanhas. A montanha mais alta – Ben Nevis – há apenas 1343 metros.
Na costa do Atlântico, o clima é oceânico: muitas vezes chove e o verão é bem fresco, porque a partir do Atlântico chegam nuvens carregadas de chuva. Há muitos campos verdes adequados para a criação de animais. A Europa Central e o interior da França têm um clima continental: o verão é quente e o inverno é frio. Há muito tempo, esta área era cheia de florestas.

Europa Oriental

A Europa Oriental é uma grande região entre o Istmo russo e os montes Urais, é uma enorme planície com poucas colinas no centro e montanhas ao leste e sul. Nesta região há 7 países: Rússia (Moscou); Ucrâina (Kiev); Bielorússia (Minsk); Estônia (Tallinn); Letônia (Riga); Lituânia (Vilnius); Moldávia (Chisinau).
A grande planície russa tem três partes muito diferentes. Na Europa Oriental ainda há muitas zonas úmidas, que são importantes para os animais e para o homem.

É uma região muito grande, especialmente plana, com muitos rios e lagos. Alguns rios fluem para o sul; outros para o norte e por muitos meses do ano são congelados. O rio mais longo é o Volga, que se estende por mais de 3.500 quilômetros. O Volga é o maior rio em toda a Europa.

O clima é muito diferente de uma região a outra: a zona norte é muito fria; a parte central é continental com inverno frio e verão quente; a parte sul ainda é continental, mas com pouca chuva. A Europa Oriental é acima de tudo uma grande planície – chamada de planície russa. Em comparação com a planície russa, as outras da Europa parecem pequenas. No centro da Europa do Leste, existem colinas baixas.

Há duas cadeias de montanhas: a leste, os montes Urais; ao sul, as montanhas do Cáucaso, que são muito elevadas. O pico mais alto do Cáucaso, o Monte Elbrus, há 5633 metros de altura. É a montanha mais alta da Europa e a quinta do mundo.
A pequena área do Cáucaso é composta por vários povos de diferentes culturas que falam outras línguas em questão de poucas distâncias. Em muitas situações, pessoas de vilarejos vizinhos não conseguem se comunicar porque não entendem o idioma. O Cáucaso é conhecido como a “montanha das mil línguas”.

Europa Nórdica ou Europa Setentrional

A região da Escandinávia está localizada no norte da Europa e é formada por cinco países: Islândia (Reykjavik); Noruega (Oslo); Suécia (Estocolmo); Finlândia (Helsinque); Dinamarca (Copenhage).
As capitais dos países escandinavos não são muito grandes. A parte da Escandinávia situada no mar Oceano Atlântico é montanhosa. A leste dos Alpes escandinavos há uma grande planície em torno do Golfo de Botnia. O sul da Escandinávia tem um clima mais temperado (é menos frio).

A península da Escandinávia há quase 2000 km de comprimento. No centro há montanhas que são chamadas de Alpes escandinavos e não são muito altas – poucas superam 2000 metros.

A Noruega é quase inteiramente montanhosa, a Suécia, no entanto, tem montanhas baixas e colinas ao norte e ao centro, mas ao sul, é plana. A Finlândia tem algumas colinas ao norte, enquanto no centro e sul tem uma grande planície. A Islândia é uma grande ilha localizada no Oceano Atlântico. É quase inteiramente montanhosa.
A Noruega tem costas irregulares, com muitas ilhas pequenas. Seus rios são curtos. O rio mais longo é o Glomma. A Suécia tem muitos rios e muitos lagos. O maior lago é o Vänern e está localizado no sul, nas planícies. A Finlândia tem muitos lagos, por isso é também chamada de “terra dos mil lagos”.

Em toda a região da Escandinávia o clima é bastante frio, porque o sol esquenta pouco também durante o verão. Mas há algumas diferenças de uma área a outra: a Costa Atlântica tem um clima oceânico, chove muito, nunca faz muito frio e o mar não congela; os territórios internos e o do Golfo de Botnia têm um clima continental frio, com longos invernos, faz muito frio e apresenta um verão fresco; a parte do Sul da Escandinávia tem um clima continental temperado, com verão curto, mas quente. Esta é a parte que se vive melhor na região, onde é possível cultivar e há muitas indústrias.

Na Noruega há montanhas que são chamadas de Alpes escandinavos, não são muito elevados, mas são íngremes e chegam até o Círculo Ártico. O pico mais alto há quase 2.500 metros, encontra-se ao sul e é chamado de Jotunheimen. Nesta área também há os grandes fiordes, ou seja, os vales formados por geleiras há muitíssimo tempo. Quando essas geleiras derreteram o mar entrou nesses vales. O fiorde mais longo tem 250 km e se chama Sognefjord.

O mar aqui nessa zona não congela, embora possa parecer estranho, nesta parte da Escandinávia nunca faz muitíssimo frio. O verão é quente, o inverno não é muito frio mas chove regularmente. Isso ocorre porque o Oceano Atlântico é atravessado por uma corrente de água quente que chega da América Central e é chamado de Corrente do Golfo.

Nessa região da Europa acontece o Sol da Meia noite no verão, e no ponto mais ao norte, está situado o Cabo Norte, onde chegam a cada ano milhares de turistas do mundo inteiro para apreciar a Aurora Boreal.

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Que boa pesquisa, parecia uma geógrafa escrevendo.

    5 de abril de 2016
  • Damares Lombardo

    Realmente uma aula de geografia muito bom!
    Tenho pesquisado bastante sobre a Alemanha e será que vc pode me dar uma dica? Estou tentando montar um roteiro com um pouquinho das seguintes regiões : Rota romântica e Floresta negra, pretendo fazer de carro em no máximo 5 dias .
    Grata

    17 de abril de 2016
  • Damares Lombardo

    Olá!
    Estava pensando em fazer Portugal, Paris, Londres e Veneza. Que ordem você sugere.
    Obrigada

    18 de outubro de 2016
  • Damares Lombardo

    Muito boa tarde.
    Muito interessante seu blog. Pretendo conhecer toda a Europa, possuo nacionalidade portuguesa. Mas como não disponho de muito tempo (geralmente períodos de 16, 17 dias), penso que é imprescindível ter um bom roteiro geográfico. Por exemplo, pretendo no próximo verão europeu conhecer Bélgica-Holanda-Suiça. Pelo que observei, a Suiça está meio na contra-mão deste roteiro. Não incluí a Alemanha porque “na vez dela” pretendo ficar só lá. O que você me sugeriria… Obrigado, abraço! Sérgio Baptista

    4 de dezembro de 2016
  • Damares Lombardo

    Gostei muito das localizações geográficas.Muito bem explicadas.
    Gostaria de fazer tres países Suiça, Austria e Norte da Itália em 21 dias mais ou menos.
    Por onde acha que devo começar e qual o melhor trajeto?
    Existem cruzeiros interessantes entre os países, ou não vale a pena?
    Quais as cidades indica para hospedagem, que consigo fazer outras próximas se estiver de carro.
    Posso transitar de um país ao outro de carro, sem problemas?
    Obrigada

    15 de fevereiro de 2017
  • Damares Lombardo

    Olá …
    Estarei na Europa entre 30/12 deste ano e 14/01 de 2018 , o roteiro tem : Portugal , Espanha e França .
    Quais as dicas e recomendações você pode nos fazer , por favor ?
    Vamos em dois e será nosso primeiro passeio ao exterior !
    Atenciosamente , Simone .

    4 de maio de 2017
  • Damares Lombardo

    Boa noite, Damares. Excelente e muito esclarecedor seu blog. Estou lendo e relendo para não deixar passar nada. Eu e minha esposa estamos com planos de passar 30 dias na europa, porém como nunca fomos, queremos conhecer o máximo possível de países. O que sugere? Provável que saiamos da espanha ou Portugal. Mais uma vez obrigado pelo blog.

    16 de maio de 2017
  • Damares Lombardo

    Parabenizo pela síntese geográfica muito gostosa de ler.neu

    28 de maio de 2017
  • Damares Lombardo

    Boa tarde. Adorei o site
    Gostaria de fazer eurotrip de 15 dias conhecendo
    Austria, Bélgica, Holanda e Suiça. É possível esse roteiro nesse tempo?

    Qual seria a melhor ordem para meu roteiro?

    Obrigada!!!

    4 de outubro de 2017
  • Damares Lombardo

    Boa tarde nunca fiz um roteiro de viagem, mas gostaria de conhecer Portugal tenho alguns amigos lá, , uma cidade em especial na Inglaterra Surrey é um condado situado no sudeste da Inglaterra, fazendo fronteira com Kent, East Lugar de um filme que amo assistir.
    e neste lugar também
    32/33 High Street
    CT3 1AB Wingham, Kent é um café que desejo conhecer. Eu gostaria de construir algo parecido aqui no Brasil especificamente em Monte Verde MG
    E por ultimo a Suécia
    Linköping onde tenho um amigo querido
    Qual é o mes mais apropriado pra ir no ano que vem? Tenho férias em Outubro de 2018, mas podemos ver um mes mais apropriado em 2019
    Poderia por gentileza me ajudar a fazer esse roteiro se for possivel ?
    Gratidão

    2 de novembro de 2017
  • Damares Lombardo

    Imensamente grata por sua disponibilidade em partilhar tanto conhecimento com carinho.
    Acompanhando e organizando meus roteiros com sua dicas.
    Grande beijo e saúde.

    Ass: Dani Valiatt

    3 de novembro de 2017
  • Damares Lombardo

    Olá Damares!

    Excelente o teu blog. julho de 2018 eu, meu marido e um casal de amigos, estamos querendo fazer uma viagem para a europa. Pensamos em Portugal, Espanha e França e Itália se possível. Como queríamos conhecer o Vaticano, acha viável, fazermos esse caminho? Chegando em Portugal e voltar da Itália? É muito longe?

    6 de novembro de 2017

Deixe Um Comentário