Ilha de Malta

Ilha de Malta é um lugar ideal para fugir do invernão do norte da Europa!

Não sou muito fã do inverno europeu, faz muito frio e é muito longo, por isso, quando posso fujo pra algum lugar menos frio aqui na Europa e, dessa vez, o destino escolhido foi a ilha de Malta!

Então decidi procurar um lugar na Europa, onde a temperatura estava suportável (pra mim) para dar uma fugidinha de Milão, porque o frio estava chegando. Apesar que esse ano ele demorou a chegar, acho que o planeta está realmente se aquecendo muito rápido, foi a primeira vez que peguei 12° em pleno dezembro em Milão, geralmente no começo do mês a temperatura já está por volta de 7°.

O clima na ilha de Malta estava perfeito pra dar uma fugida do frio de Milão, visitando o site da metereologia, vi  que a temperatura na ilha ficava entre 12° e 14° e que se encontrava apenas a 2 horas de voo de Milão. Procurando mais informações, descobri também que era um lugar rico de histórias e ruínas, estava perfeito, adoro.

Deixamos Milão (eu, meu marido e minha filha) pela  manhã cedo com 9° e chegamos em Malta com uma temperatura de 14° quando aterrisamos na ilha, com um sol maravilhoso. Malta é um arquipélago que está situado no continente europeu, mas já está bem lá embaixo,  do lado da Africa, a 133 km de Tunis e a 93 km da Sicilia.

Malta

ilha de Malta

ilha de Malta

O arquipélago possui 3 ilhas habitatas, a maior e mais popolada é Malta, as outras se chamam Gozo e Comino, com um número muito menor de moradores. A República de Malta é um estado independente, natureza, arquitetura e população, revelam uma mistura de culturas que ao longo dos anos tem contribuído para a formação da identidade nacional e europeia. Aquela inglesa, é a colonização mais recente e presente na ilha de Malta, a qual ajudou ao progresso a ter uma estrutura mais ocidental e organizada.

A ilha tem uma taxa de criminalidade muito baixa, a religião católica é predominante, com a igreja que impõe grande poder. Só pra dar uma ideia, o divórcio foi aprovado há pouco tempo, após bastante insistência por parte da população.

passeios em Malta

passeios em Malta

Infelizmente a colonização modificou muitos hábitos mediterrâneos, um exemplo disso, é a urbanização inglesa, que tirou traças de muitos equilibrios paisagísticos que hoje é possível encontrar somente na parte mais interna da ilha.

Além dos ingleses, que foram os últimos a colonizar a ilha de Malta, o lugar foi dominado também pelos árabes, franceses e italianos, por isso, o idioma maltês é uma mistura de todas essas línguas. Escutando as pessoas conversarem, parecia que estavam falando em árabe, depois parecia que falavam em italiano, depois em francês e inglês, é uma miscelândia incrível. A língua oficial é o maltês, o inglês é o segundo idioma.

visitar a ilha de Malta

visitar a ilha de Malta

A ilha recebe pessoas de várias partes do mundo para estudar inglês, além de custar mais barato, o clima é bom e tem praia, nada maus! Não é muito conveniente para os italianos, porque depois da introdução da televisão italiana em Malta (já faz um bom tempo), praticamente quase todos falam italiano, então fica mais difícil aprender inglês.

Apesar do seu tamanho não ser grande, tem muito o que visitar em Malta. No período de maio a outubro, Malta fica muito animada, com a chegada do verão, chegam também mais turistas e estudantes e a  ilha ganha outro aspecto, como todos os lugares de praia.

Durante minhas pesquisas na internet, descobri que o lugar era muito bem servido com ônibus público e que os táxis custavam muito caro, então nos informamos no balcão de informações turísticas no aeroporto e pegamos o ônibus que seguia para Sliema, onde estava nosso hotel (descemos  na frente do hotel). Pagamos 2,20 euros por pessoa no bilhete.

Ilha de Malta
passeios em Malta

visitar a Ilha de Malta

O aeroporto está situado bem longe, demoramos uma hora para chegar em nosso destino, mas acredito que seja mais perto de carro, o ônibus deu muita volta passando em várias partes da ilha para pegar e deixar passageiros.

Nossa primeira impressão durante o percurso até o hotel, era de ter chegado em um país árabe pelo estilo das casas. Entrando na parte da beira mar, tudo ficou mais parecido com a Europa. Os turistas e os estudantes, geralmente procuram se hospedar em Malta na parte de Sliema, Saint Julians e Paceville, são grudadas uma na outra, eu aconselho Sliema ou Saint Julians, tem mais opções de restaurantes, pub’s, discotecas e passam muitos ônibus pra quase todos os lugares.

Onde se hospedar em Malta

Sliema – Onde se hospedar em Malta

Onde se hospedar em Malta

Saint Julians e Paceville – Onde se hospedar em Malta

Saint Julians é mais bonitinha, com ótimo panorama de uma das muitas baias de Malta.  A ilha é construída em maneira meio estranha, principalmente nessa parte da beira mar, achei que a mistura de prédios altos mais modernos com aqueles baixos antigos, não foi feito em modo apropriado e harmonioso. Isso me chamou muito atenção, e conversando com algumas pessoas do local, tive a confirmação que estão destruindo muitos edifícios antigos em várias partes da ilha de Malta que fazem parte de uma das belas características do lugar e construindo outros modernos, mas sem um mínimo de gosto ou bom tom.                                                                           

Onde se hospedar em Malta

Onde se hospedar em Malta

cidade medieval

Mdina

Ainda bem que algumas cidades permaneceram fiéis às suas construções como Mdina, que era a antiga capital de Malta e é protegida pela Unesco como Patrimônio da Humanidade.                                                                       

cidade medieval

Entrada da cidade medieval de Mdina

Mdina é uma cidade medieval muito linda, onde é fácil se transportar no tempo caminhando por suas vielas. É conhecida como cidade silenciosa, porque tem pouquíssimos residentes e só alguns carros dos poucos moradores podem circular dentro dela. A cidade foi construída há cerca de 3000 anos numa colina onde era fácil avistar os ataques dos invasores. Um terremoto muito forte em 1693 em Mdina, destruiu algumas casas junto com a igreja as quais foram reconstruídas em estilo barroco.

cidade medieval

Cidade medieval de Mdina

cidade medieval de Mdina
Passeios em Malta

Passeios em Malta

Finalmente o ônibus passou numa praia, descemos e aproveitamos para almoçar e tomar um bom choppinho. Em Malta, tomei o meu primeiro chopp gelado de verdade na Europa, como aquele que a gente toma no Brasil, com copo gelado e tudo mais, que felicidade!

Passeios em Malta

Eu e o maridão

o que visitar em Malta

Passeios em Malta

Malta chama atenção pela cor de suas casas, são quase todas beges, depois de uns dias, essa cor cansa um pouco, parece que tudo é igual. Na ilha existe uma argila de cor bege, a qual é usada na maioria das construções, é muito resistente e aquece no inverno e refresca as casas no verão (no verão a temperatura chega a 40°).

Durante nossa permanência na ilha, usamos os ônibus turísticos para fazer nossos passeios em Malta, se chamam Sightseeing, não custavam muito caro, 15 euros por pessoa e por dia podendo utiliza-los o dia inteiro.
Funciona assim: você decide qual tour quer fazer naquele dia, pega o ônibus que faz o roteiro escolhido podendo descer em vários pontos, os quais possuem atrações turísticas que estão escritas no depliant que você receberá antes de subir no ônibus junto com o auricular para escutar a história dos lugares onde vai passando (tem em várias línguas, inclusive em português), vai subindo e descendo do ônibus e, dessa maneira, vai conhecendo os lugares. Os ônibus passavam a cada 30 minutos nesse período porque era baixa estação e tinha pouca gente na ilha, mas na alta estação passam com mais frequência.

Nosso ônibus turístico
Passeios em Malta

visitar a Ilha de Malta

Visitamos também a cidade de Marsaxlokk, onde acontece a cada domingo o mercado de peixe e aproveitamos para almoçar por lá em um dos muitos restaurantes que se encontram em frente ao mercado e ao porto, onde chegam os barcos com os peixes frescos. Almoçamos bem e barato, um prato com peixe ao forno, salada e batatas fritas, custava 10 euros por pessoa (acho que na alta temporada o preço sobe um pouco). O tempo estava meio nublado, mas depois saiu o sol, como todos os dias que estivemos na ilha. Meu marido e minha filha ficaram até de manga curta, mas eu sou muito friorenta e o vento era meio fortinho.

Marsaxlokk
visitar a ilha de Malta

visitar a ilha de Malta

A cidadezinha era bem bonitinha, os barcos coloridos na baia, davam um visual muito sugestivo. Isso foi uma das coisas que mais me encantou, a ilha é cheia de pequenas baias que entram dentro das cidades proporcionando um lindo panorama.

Marsaxlokk
ilha de Malta

O que visitar em Malta

[caixa title=”Saiba mais”]

Roteiro de viagem nos alpes da Europa
Europa barata: 10 dicas excelentes
Saiba tudo sobre segurança na Itália e Europa
Viagem para Itália e Grécia: roteiro de 20 dias

Organize sua viagem a Ilha de Malta visitando os links abaixo 
Reserve seu hotel com booking.com
Viajando de carro, alugue com Rentalcars

Siga Keviagem nas redes sociais:
instagram
facebook
twitter

[/caixa]

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Que lugar lindo.

    19 de dezembro de 2011
  • Damares Lombardo

    É tão bom encontrar mais alguém escrevendo em português sobre Malta. Fiz um post sobre o país também, se interessar:
    http://passandoaviagem.blogspot.com.br/2012/09/malta-para-experimentar-fronteira.html

    abs.

    23 de setembro de 2012
      • Damares Lombardo

        Oi,
        Que bom que você gostou! Foi uma viagem muito especial, essa para o Japão.
        Mil abraços.

        24 de setembro de 2012
  • Damares Lombardo

    Olá, estamos pensando em fazer uma viagem para Itália no início de dezembro. Estamos montando o roteiro. Sairemos de São Paulo para Milão e retornaremos para o Brasil por Roma. Gostaria de saber qual a temperatura média no início de dezembro e também se vc tem uma ideia de quanto gastaríamos em alimentação – 3 adultos e 1 criança.(aproximadamente valor de 1 refeição)
    obrigada
    Néia

    4 de junho de 2013
  • Damares Lombardo

    Olá!! Estou adorando o seu blog!!! Vou para Malta em Setembro passar 3 semanas fazendo curso de ingles, mas pretendo passar o 2 finais de semana que tenho na Sicilia. Adorei as dicas de Malta e espero conseguir conhecer bastante do pais durante a semana, após o horario do meu curso.
    Quanto a Sicilia, to pensando em ir para Catania no primeiro fim de semana (quero ver o Etna); e estou cogitando Trapani para o segundo fim de semana (li seu texto falando de San Vito lo Capo e me encantei 🙂 )
    Procurei aqui no blog mas nao achei nada sobre a Catania e o Etna… vc teria alguma dica, indicação de hotel ou agencia de turismo?
    Obrigada!!! E mais uma vez parabens pelo blog 🙂

    26 de junho de 2013
  • Damares Lombardo

    Olá, tudo bem? Adorei a dica sobre os horários dos ônibus!!
    Vou pra Malta em dezembro e gostaria de saber o que fazer no dia da independência maltês? Chegarei nesse dia!!!
    Obrigado!

    4 de novembro de 2013

Deixe Um Comentário