Munique: a cidade da cerveja

O nome de Munique em alemão éMünchen”, considerada a cidade da cerveja, onde acontece o maior evento dessa bebida tão amada, principalmente pelos brasileiros. A Oktoberfest começa sempre no terceiro final de semana de setembro e termina em outubro, são três semanas de muita alegria e cerveja. Participei desse evento em 1991 (nossa, quanto tempo!), e curti bastante, tinha gente do mundo inteiro.

Munique é também chamada de cidade do coração, pelo menos pelos habitantes, e coração era o que não faltava por lá. Está situada a poucos quilômetros dos alpes bávaros, é a capital da Baviera, muito apreciada  por seus visitantes e residentes. Em Munique encontra-se também a sede da BMW, com um museu e um prédio muito bonito.

Museu da BMW

Museu da BMW

Chegar no centro de Munique é super fácil, você pode estar hospedado no fim do mundo, mas chega sempre fácil em todos os lugares (típico da organização alemã, que adoro). Para fazer passeios em Munique, comece a partir da praça Marienplatzgue, pegue o metrô e desça na estação Marienplatz City Center, vai chegar na belíssima e principal praça da cidade.

Centro de Munique

Marienplatz no centro de Munique

A cidade da Cerveja é também considerada a mais rica da Alemanha, com um nível de vida muito alto.

Passeios em Munique

Nessa praça, festejamos (eu e meu marido Nicky) com amigos, a copa de 2006, mas com um sol de 28°, inacreditável, mas é verdade, na Alemanha também faz calor no verão – as vezes. O tempo por aqui é muito instável (você pode ver pelas fotos), muda de um momento para o outro.

                                           O centro de Munique é rico de edifícios magníficos

Capital da Baváia

A zona de pedestre é sempre cheia de gente, têm muitas lojas, bares e restaurantes.

Claro que se você estiver visitando a cidade da cerveja, vai querer experimentar a loira pouco gelada da Alemanha (a cerveja no país é quase sempre servida em temperatura ambiente, não gelada). Na cervejaria Hofbräuhaus, situada bem no centro de Munique, você vai poder degustar o famoso Mass  (a caneca de 1 litro ), além de outras especialidades típicas da culinária da Baviera.

Cervejaria Hofbräuhaus

Cervejaria Hofbräuhaus

Cervejaria Hofbräuhaus

Cervejaria Hofbräuhaus

                                                                     Prédio da Prefeitura
Centro de Munique

Quem segue um pouco o blog, sabe que adoro visitar os mercados dos lugares por onde passo, pois é onde eu consigo capturar e entender ainda mais a cultura local, com suas tradições e costumes. Tudo bem que não vale para Alemanha, porque viajo muito pra lá – tendo um marido ítalo-alemão – mas descubro sempre algo de novo.

                       Mercado Viktualienmarkt (uma das barracas que vendia os corações da cidade)
Mercado de Munique

Nos mercados da Alemanha, nunca falta uma barraquinha que vende salsicha, acho que os alemães são os maiores consumidores do mundo. Tem aquela branca, que me da uma impressão estranha (dizem que é gostosa), e aquela normal. Fazem vários tipos de sanduíches, e são enormes. Visitando o mercado de Munique “Viktualienmarkt”, descobri uma barraquinha que vendia sopa, nossa, não prestou, entrei e tomei dois pratos.

                                              Barraquinha de sopa no mercado de Munique

Mercado de Munique

Mercado de Munique

Primeiro porque adoro sopa (90% dos brasileiros adoram sopa), segundo porque o frio estava de matar (o mercado é ao ar livre), e terceiro porque estava delicioso, além do bom preço, 5 euros por um bom prato de sopa, podendo comer em pé ou sentado.

                                                             Mercado de Viktualienmarkt
Passeios em Munique

Esse é o mercado alimentar permanente mais famoso da cidade da cerveja, situado bem no centro histórico. Foi inaugurado no dia 2 de maio de 1807, por vontade do rei da Bavária “Max Joseph I, e é um dos poucos mercados da cidade a funcionar de segunda a sábado junto aquele de Elisabethplatz e de Wiener Markt.

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Sndra

    Eu já morei nessa cidade maravilhosa por 5 anos. Realmente Damares, pra quem não gosta do frio, ir pra lá no inverno é complicado.
    Parabéns pelo blog..

    3 de março de 2013

Deixe Um Comentário