Os 6 melhores museus de Florença sem pegar filas

Imagino que você saiba que a cidade é uma verdadeira obra de arte a céu aberto. Mas será que conhece os nomes dos melhores museus de Florença que não pode deixar de visitar?
Aqui você vai conhecer não apenas os 6 museus em Florença imperdíveis, mas também saber como visita-los com dicas para não perder tempo nas longas filas.

Claro que tem muito o que fazer em Florença e você não vai passar seus dias apenas dentro de museus, por isso selecionei apenas 6, mas com certeza a cidade oferece outros também muito válidos.

 

OS MELHORES MUSEUS DE FLORENÇA

  • GALERIA DOS OFÍCIOS (GALLERIA DEGLI UFFIZI) 

É um dos mais famosos pontos turísticos em Florença e também um dos mais importantes museus da Europa. Digamos que seria o Louvre da Itália.

Uma visita ao local equivale a uma aula de História da Arte, demonstrada através do conjunto de obras de famosos artistas dos séculos XIII à XVIII.
Pinturas, estátuas, jóias, armas e instrumentos científicos e armas estão em mostra na galeria formando uma das coleções mais interessantes da Europa e do mundo.

melhores museus de Florença

Em 1560, Cosimo I de Medici delegou Giorgio Vasari para projetar um prédio onde colocar a sede administrativa e os ofícios judicias (conhecidos como “uffizi”) do estado Florentino.
A Galeria dos Ofícios virou museu somente em 1865, hoje há 50 ambientes com pinturas do século XIII até o século XVIII. A “Madonna no trono” de Giotto, a “Batalha de San Romano”, de Paolo Uccello, Piero della Francesca de “Federico da Montefeltro” e o “O Nascimento de Vênus” de Botticelli, estão entre as mais famosas, além de obras de Michelangelo, de Rafaello, de Leonardo da Vinci, Tiziano e Caravaggio.

Como evitar fila para visitar a Galeria dos Ofícios de Florença

Em primeiro lugar, é importante que você saiba que as filas para visitar os melhores museus de Florença geralmente são grandes. Então se organize com antecedência e faça as reservas online. Para a Galeria dos Ofícios, recomendo que reserve com cerca de 30 dias antes para garantir o horário desejado. Na baixa estação pode até ser que consiga reservar com 15 dias de antecedência, mas a cidade vive lotada de janeiro a janeiro – com maior fluxo turístico na alta estação, de junho a setembro – então talvez seja melhor não deixar para reservar muito perto da data.

Horário: De terça a domingo das 8h15 às 18h50. Fechado as segundas feiras e nos dias 31/12, 01/01, 01/05
Bilhete: 11€ + 4€ para reservar online
P.S. O bilhete é vendido online a partir de 2 meses antes da data escolhida. Quando você chegar na Galeria dos Ofícios, vai ver de cara uma fila grande a esquerda (pra quem chega da Piazza da Signoria), essa fila é pra quem não comprou online. Se você comprou online, siga para o lado direito na porta nº 3, onde irá trocar seu voucher pelo bilhete. Despois é só voltar para o lado esquerdo e pegar a fila pequena para entrar na porta nº 1. Esta é a entrada para quem comprou online.

 

  • GALERIA DA ACADEMIA DE BELAS ARTES (GALLERIA DELL’ACCADEMIA DI BELLE ARTI)

A Galeria era um antigo hospital no século XIV, mais tarde, virou a Academia de Belas Artes, que abriga “David”, a obra-prima absoluta de Michelangelo, esculpida entre 1501 e 1504, destinada a ser uma decoração exterior ao Duomo de Florença, tornou-se em vez, um símbolo do compromisso do Estado Florentino pela liberdade e independência, e o símbolo da queda dos Medici (1494). Os Medici eram uma rica família florentina e foi uma das dinastias mais importantes da história italiana e do renascimento.

Galeria da Academia de Florença

Além de David, existem 4 estátuas dos Escravos encomendados pelo Papa Júlio II para decorar seu túmulo, chamado de prisioneiros, bem como “Piedade” e “San Matteo”. O museu também abriga uma coleção interessante de pinturas da Idade Média, da Renascença e do início do século XVII.

Horário: De terça a domingo das 8h15 às 18h50 (última entrada às 18h20
Bilhete: 11€ + 4€ para reservar online
P.S. Chegue uns 15 minutos antes da hora marcada na Galeria da Academia de Belas Artes e fique na fila. Você só vai precisar mostrar sua reserva para receber seu bilhete.

Site para reservar visita à Galeria dos Ofícios e Galeria da Academia de Belas Artes: polomuseale.uffizi.it

 

  • MUSEU DAS CAPELAS MEDICEAS (CAPPELLE MEDICEE)

As Capelas dos Medici, localizadas logo atrás da Basílica de San Lorenzo (também dignas de uma visita) foram construídas para acomodar os restos dos membros da família Medici. Aqui, a admiração é para as quatro estátuas que representam o Dia, a Noite, o Nascer do sol e o pôr-do-sol, realizados por Michelangelo.

Entre os inúmeros museus em Florença, este é talvez um dos menos conhecidos e subestimados, mas é onde a percepção do Mestre Michelangelo é percebida. O lugar que certamente deixa sem fôlego é a Capela dos Príncipes, é impossível permanecer indiferente a tal beleza. Seus olhos se perderão entre todos os detalhes finos e ricos dos mármores, tão finamente embutidos que parecem quase falsos. Impossível não se encantar com a precisão das incrustações de pedras preciosas, como pórfiro, granito, coral, madrepérola que adornam as paredes com os brasões das cidades da Toscana, fiéis à família Medici.

Capelas Mediceas- Melhores museus de Florença

Fonte da foto: cappelle.medicee 

Horário: De segunda a domingo das 8h15 às 18h de segunda a domingo – fechado no 2° e 4° domingo do mês
Bilhete: 7€
Site para reservar: cappellemedicee.it
P.S. As visitas partem a cada 15 minutos em grupos de no máximo 30 pessoas. Na alta estação pode ter um pouco de fila, mas até o momento não é considerado um museu em Florença com filas grandes.

 

  • MUSEU DEL BARGELLO 

Na lista dos melhores museus de Florença, há também o Museu Bargello, localizado em um belo palácio que só por isto já vale a visita. Aqui estão coletadas outras obras importantes, como “David”, de Donatello, “Mercurio alato” de Giambologna e as formas famosas para a Porta do Batisterio, obras de Ghiberti e Brunelleschi.

O que fazer em Florença - Museu Bargello

Além das várias obras de Michelangelo, como Il Bacco, datadas de 1497, e o Retrato de Bruto, de 1539, também existem várias obras do século XVI de outros autores, como a Madonna con Gesù Bambino e San Giovannino, afrescos parcialmente inacabados de Tondo Pitti .

O Bargello é um dos edifícios históricos de Florença, importante do ponto de vista histórico e cultural, é hoje um dos destinos mais visitados pelos turistas graças às várias coleções que apresenta.

Horário: De 1 janeiro a 11 abril e de 2 novembro a 31 dezembro das 8h15 às 13h50.
De 12 abril a 1 novembro das 8h15 às 17h. Fechado 1ª, 3ª e 5ª segunda feira do mês e a 2º e 4º domingo do mês
Bilhete: 11€ + 4,50€ para reservar online (audio guia 7€)
Site para reservar: museu bargello

 

  • PALAZZO PITTI 

O Palazzo Pitti já foi a residência do Grande Duque da Toscana e dos reis da Itália. Hoje é um complexo majestoso que inclui galerias e museus, onde importantes coleções de pinturas e esculturas, objetos de arte e porcelanas são maravilhosamente preservadas. Além disso, é o lar do famoso Giardino di Boboli, um dos primeiros e mais belos jardins italianos.

Palácio Pitti: pontos turísticos em Florença

Desejado por Luca Pitti para rivalizar com a odiada família Medici, o Palazzo Pitti na época da sua construção em torno de 1440, era a maior e mais importante residência privada da cidade de Florença.
De acordo com os relatórios transmitidos por Vasari, o projeto do Palácio seria de Filippo Brunelleschi, mas essa teoria não possui descobertas históricas.
A versão oficial cita o nome do arquiteto Luca Fancelli, um colaborador de Brunelleschi, que criou um elegante edifício onde havia uma grande praça em frente, uma novidade absoluta na arquitetura residencial da época.

O desejo dos Pitti de competir com os Medici e a infeliz fortuna política de Luca Pitti, logo declinou a ruína econômica da família e a subseqüente interrupção dos trabalhos no Palazzo Pitti em 1464. E por ironia do destino, o palácio foi comprado pela família Medici em 1550.

O famoso Corridoio Vasariano (Corredor Vasariano) foi realizado por Vasari e liga o Palácio Pitti à Galeria dos Ofícios e é possível fazer esse passeio guiado.

Horário: De terça a domingo das 8h15 às 18h50
Bilhete: 8,50€ + 3€ para reservar online (geralmente não tem muita fila para visitar este museu, na baixa estação não é necessário comprar com antecedência online)
Site para reservar: palazzo pitti

 

  • PALÁCIO VELHO (PALAZZO VECCHIO)

O Palazzo Vecchio foi construído a partir de 1299 sobre a decisão da comuna e do povo florentino de confirmar o prestígio da cidade e dar segurança aos magistrados em períodos de turbulência.

É por este motivo que o Palácio Velho há aspecto de uma fortaleza, com o externo compacto, quase inacessível. A estrutura é conservadora e se reflete nos mais antigos palácios fortificados da cidade, como o Palácio Bargello. A torre deslocada do eixo central é o símbolo visível do poder comunal.

Palácio Velho: Museus em Florença

Arnolfo di Cambio foi escolhido para fazer os trabalhos, já arquiteto da Catedral de Florença e da Basílica de Santa Croce. Arnolfo incorporou a antiga torre da família Foraboschi na nova torre de fachada, e é por isso que não está exatamente no centro do edifício. Cosimo de Medici (1435) e Girolamo Savonarola (1498) foram presos nas pequenas celas da torre.

A visita ao Palazzo Vecchio é dividida em três etapas, no primeiro andar você poderá visitar o bellíssimo Salone del Cinquecento.
E em 2010 foi encontrado nas fundações do lugar os restos do antigo Teatro Romano de Florentia, tornando-o um museu no museu.

Horário do museu: Aberto durante o ano inteiro todos os dias (escluso quinta feira) das 9h às 18h50. Quintas feiras  das 10h às 14h.

Horário da Torre: De 1 abril a 30 setembro todos os dias (escluso quinta feira) das 9h às 21h. Nas quintas feiras das 9h às 14h. De 1 outubro a 31 março todos os dias (escluso quinta feira) das 10h às 17h. Quintas feiras das 10h às 14h.
Bilhetes: museu 10€ / torre 6,50€ /museu + torre 14€
Site para reservar: palazzovecchio.it

Todos os melhores museus de Florença aqui presentes, se encontram no centro histórico podendo ser alcançados facilmente com uma breve caminhada.

 

SAIBA MAIS O QUE FAZER EM FLORENÇA

Igreja de Santa Croce: o Panteão de Florença

Comer em Florença pagando pouco

Florença é um museu a céu aberto

Mercado de San Lorenzo

 

HOSPEDAGEM EM FLORENÇA. CLIQUE AQUI

 

PARA ACOMPANHAR KEVIAGEM NAS REDES SOCIAIS

SIGA NO FacebookInstagramTwitterPinterestYoutube e Google+

 

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Oi, Damares. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    6 de novembro de 2017

Deixe Um Comentário