Spoleto: mistura de arte e cultura com boa gastronomia

Spoleto é um daqueles lugares que quando chega a hora de ir embora, dá vontade de ficar mais na cidade.
Seu centro histórico parece quase um labirinto sem fim de tanta ruazinha estreita com arcos. Cada esquina que eu dobrava nessa encantadora cidade medieval, era uma descoberta interessante.

Em poucas palavras, é uma bela cidade medieval localizada em uma das regiões da Itália mais rica em natureza incontaminada, Umbria. Tanto é que essa região é definida como “coração verde da Itália”. Está situada na província de Perugia, a cerca de 170 km de Siena e 135 km de Roma.

Spoleto

Spoleto

Centro histórico

Centro histórico

Fiquei hospedada 3 dias em Spoleto durante uma viagem organizada com um grupo de operadores turísticos, mas apenas em 1 é possível conhece-la, e se você tiver tempo, passe 2 dias, durma uma noite na cidade, principalmente se estiver viajando com sua cara metade, pois é também considerado um lugar romântico.

A cidade encontra-se numa colina a quase 400 m de altitude e não é permitido entrar de carro em seu centro histórico.

Regiões da Itália

Como em outras cidades da Itália (sobretudo da Umbria) que se encontram em colina, o lugar tem um sistema de escadas e esteiras rolantes e elevadores para subir até seu centro histórico, assim como também para chegar na antiga fortaleza.

Esteira rolante e elevador para chegar no centro histórico

Esteira rolante e elevador para chegar no centro histórico

Chegando na cidade, você vai encontrar 3 estacionamentos  e todos com disponibilidade de escada e esteira rolante ou elevador para chegar no centro histórico.

Estacionamentos em Spoleto

1° estacionamento – Spoletosfera: é permitido estacionar carro e motorhome. Os primerios 30 minutos são gratuítos, a primeira hora custa € 1,20 de 2 até 7 horas com um gasto de no máximo € 8. O valor do motorhome é de € 8 a diária. Gratuíto após às 21h até 1 da madrugada.
2° estacionamento – Ponziana: aqui pode estacionar carro, motorhome e ônibus. Paga-se € 1 a hora para o carro. O ônibus custa € 15 e o motorhome € 8 a diária.
3° estacionamento – Posterna: somente para carros. Os primerios 30 minutos são gratuítos, a primeira hora custa € 1,20 de 2 até 7 horas com um gasto de no máximo € 5. O valor do motorhome é de € 8 a diária. Gratuíto após às 21h até 1 da madrugada.

Antes de pegar os meios citados acima para chegar no centro, verifique seus horários de funcionamento.
Existe também estacionamento na parte superior bem mais perto do centro histórico, mas além de custar mais caro, tem limitação de horário e paga-se com antecedência.
Veja a foto abaixo para entender como funciona o sistema dos estacionamentos (P1,P2,P3 – são os estacionamentos na foto abaixo).

Mapa do centro histórico

Mapa do centro histórico com os estacionamentos

Se você estiver visitando a cidade num dia de domingo, muito provavelmente vai encontrar uma feirinha no centro, e quem sabe essa barraquinha de trufas vai estar lá! A região da Umbria é também uma forte produtora de trufas, pricipalmente pretas. Em várias cidades da Umbria você encontrará muitas lojas que vendem iguarias da região, inclusive patés e molhos a base de trufas, e os preços não são nada de exagerado não.

Trufas na Italia

Trufas

Não tem segredo para visitar a cidade, é só seguir as plaquinhas com indicações para as atrações. O centro histórico não é muito grande e dificilmente você vai se perder. Caminhe por suas ruelas e tire muita foto, o lugar é muito convidativo para fazer inúmeras fotografias.

Regiões da Itália

Centro histórico

Spoleto

Entradas de restaurantes

O Duomo de Spoleto se chama Cattedrale di Santa Maria Assunta. É um dos melhores exemplos da arquitetura românica na Itália, foi construída em 1175 no local onde antes tinha uma igreja do século VIII, destruída por Frederico Barbarossa. Consagrada pelo Papa Inocêncio III em 1198, os trabalhos continuaram até meados do século XIII. A praça em frente à catedral foi construída no século seguinte com a demolição de  edifícios antigos.

Catedral

Catedral Santa Maria Assunta

Sua fachada há no topo superior três grandes arcos, naquele central contém um mosaico retratando o Redentor entre a Virgem e São João.

cidade medieval

O interior do Duomo é rico de obras de arte, entre eles está o ciclo de afrescos criados por Filippo Lippi e a Capela por Pinturicchio.

Umbria

O Anfiteatro Romano está localizado perto da Piazza Garibaldi (de onde tirei a foto abaixo). Siga para o lado direito da igreja que está na praça, de lá você irá avista-lo. O Anfiteatro Romano foi um grande espaço para os jogos de gladiadores. Construído nos primeiros anos do Império Romano, o anfiteatro mantém um auditório com um diâmetro de 70 metros. Atualmente, a estrutura do anfiteatro romano acolhe concertos, balés e outros eventos culturais.

Anfiteatro Romano

Anfiteatro romano

Com certeza o lugar mais famoso de Spoleto é a Rocca Albornoziana, a imponente fortaleza que surge numa colina com vista para a cidade a partir da parte mais alta. Foi construída em 1359 e faz parte de uma série de fortalezas desejadas pelo Papa Inocêncio VI para restaurar a autoridade do Pontífice – que residia em Avignon – nos territórios da parte central da Itália que faziam parte do Estado Pontifício. Para realizar seu plano, o Papa enviou a Itália, o poderoso cardeal espanhol Albornoz, a partir do qual a fortaleza obteve o nome.

Rocca Albornoziana

Rocca Albornoziana

Mesmo que você não visite a parte interna da Rocca, suba até ela, é o ponto mais alto de Spoleto e a vista é excelente.

Cidade medieval

Regiões da Itália

A fortaleza abriga o Museu do Ducado. A visita completa nas salas da Rocca+museu custa € 7,50, apenas visita a Rocca € 6. Funciona de terça a domingo das 9h30 às 18h30 (não abre dias 25/12 e 01/01). Para subir até a fortaleza, pega-se um elevador, sem precisar chegar lá em cima com a língua de fora. Para descer, sugiro que use suas perninhas para pegar mais um visual lindão. Descendo a pé da Rocca, vire a esquerda e siga reto, você vai chegar na Ponte delle Due Torri (Ponte das Duas Torres) que está numa parte mais baixa em relação a fortaleza (praticamente em frente a Rocca).

Aqueduto de Spoleto

Aqueduto

A ponte é de construção românica, com seus 80 metros de altura e 230 m de comprimento, há 2 funções: serve como aqueduto e de ligação com o Monteluco (a colina que está do outro lado da ponte).
O visual desse aqueduto é espetacular, ele já serviu para cenas de muitas publicidades.

Ponte das Torres

Ponte das Torres

Atravesse a ponte para pegar um panorama da Rocca e ter mais uma linda vista de uma exuberante natureza da Umbria. No verão residentes e turistas fazem longas caminhadas e bicicletadas nessa parte da cidade.

Rocca Albornoziana

Vista da Rocca Albornoziana do outro lado da ponte

Depois de visitas e passeios, que tal um pouco de gastronomia local?
Uma viagem pelas regiões da Itália não é completa sem passar pela cozinha. A gastronomia italiana é de alta qualidade em todo o país, e a Umbria não fica pra trás de jeito nehum. Faz divisa com a Toscana, com o Lazio e com Le Marche e é a única região da península, que não é banhada pelo mar. A proximidade com essas regiões da Itália, fez com que a gastronomia da Umbria se transformasse num maravilhoso e delicioso mix de sabores.

Os protagonistas da culinária umbra são o vinho e o óleo. Montefalco, é o centro de uma importante região vinícola que produz vinhos de alta qualidade. É também meta de um forte turismo de enologia, com tours guiados e degustação. Mais um vinho italiano que entrou na minha lista.

Durante essa viagem, a gastronomia teve um papel muito importante não apenas pela comida, mas pela combinação da culinária local com os lugares onde foram servidos os jantares. Meus parabéns pela equipe de organização turística de Spoleto, mostrou que muita coisa de interessante pode se fazer na cidade, como fechar a sala de um palácio de 1600 com paredes e teto cobertos em afrescos para servir um jantar dos deuses. Tudo delicioso, desde a entrada, ao vinho e o doce. A atmosfera era incrível, foi uma experiência fantástica.

Palácio medieval

Palácio Leti Sansi

Cidades de Itália

Gastronomia italiana

Gastronomia italiana

O outro espaço fechado para nosso grupo jantar, foi uma sala do Novo Teatro Giancarlo Menotti de 1864. A decoração deste ambiente levou à criação de um dos mais fascinantes complexo ornamental de Spoleto do início de 1900.

Gastronomia italiana

Após assistir a um concerto de ópera no teatro, fomos encaminhados para essa sala, e aqui também jantamos magnificamente bem.

Gastronomia italiana

Almoçamos também no restaurante Tric Trac que fica na praça da catedral. Descendo a rampa que dá direto na catedral, no final dela, no lado direiro, encontra-se o restaurante Tric Trac. Almocei nele com o grupo e recomendo, tudo muito bom. Não paguei, mas perguntei para o responsável quanto se gastava em média por pessoa. Para uma refeição completa (entrada, primeiro prato, segundo prato, sobremesa e vinho), por volta de € 25. O restaurante é bem bacaninha e come-se bem.

Gastronomia italiana

Restaurante Tric Trac

Ficamos hospedados no hotel Clitunno bem no centro histórico. Recomendo o hotel, apesar de ser um 3*, é bom. Visitamos outras localidades vizinhas como Assis, que está apenas a cerca de 60 km. Fizemos também uma deliciosa degustação em Campello di Clitunno que está bem pertinho de Spoleto. Experimentamos deliciosos frios, queijos e o óleo local. Tudo de ótima qualidade.

Degustaçao de vinhos

Ah, tivemos também curso de culinária italiana. Aprendemos como fazer um molho com trufas, mas não me peça a receita porque não me lembro, eu estava mais interessada em comer…rs.

culinaria italiana

Spoleto é conhecida no exterior por abrigar o Festival dei Due Mondi (Festival dos Dois Mundos), com manifestação artística-cultural criada pelo compositor Gian Carlo Menotti. O festival acontece a cada ano geralmente a partir do final de junho até metade de julho.

Não deixe de fazer uma bela caminhada pelo centro histórico a noite, a atmosfera dos becos com casas medievais, torna a cidade ainda mais fascinante.

Cidade medieval

Cidade medieval de Spoleto

[caixa title=”Saiba mais”]

Cortona
Toscana: Pitigliano é a pequena Gerusalém da região
Passeios na Toscana a partir de Florença
Rota do vinho pertinho de Roma

Organize sua viagem para Itália visitando os links abaixo 

Reserve seu hotel com o booking.com
Viajando de carro, alugue com Rentalcars
Passeios, Transfers e Shows na Itália

Siga Keviagem nas redes sociais:
instagram
facebook
twitter

[/caixa]

 

 

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Parabéns pelo belo post Damares! Que linda cidadezinha! Que pena que não conheci…beijos

    14 de janeiro de 2016
  • Damares Lombardo

    Oi, Damares. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    18 de janeiro de 2016
  • Damares Lombardo

    Adorei suas fotos e o seu post. Abraço!

    22 de abril de 2016

Deixe Um Comentário