Como e o que visitar no Bairro de Belém em Lisboa

Pretende conhecer bem um dos lugares mais visitados de Lisboa? Então vem comigo que vou te ilustrar um itinerário supimpa para você saber como e o que visitar no Bairro de Belém!

O Bairro de Belem fica a cerca de 6 km do centro de Lisboa e é muito fácil de chegar com os meios de transportes, apenas em 15 minutos a partir de Cais Sodré.

Ele nasce nas margens do rio Tejo e é amado pelos turistas, deve seu estilo ao rei Manuel I, que construiu e animou este pequeno pedaço de Lisboa.
O Bairro de Belém abriga muitos monumentos de grande importância entre os mais famosos de Portugal. Aqui encontramos um grande mosteiro, uma bela torre com vista para o rio e o famoso monumento aos exploradores.

O que visitar no bairro de Belém

Você vai descer do ônibus ou do bonde a poucos metros do Mosteiro dos Jerônimos, portanto, vamos começar com nosso roteiro no Bairro de Belém visitando esta atração.

“Mesmo se você descer na estação de trem, sugiro que comece seu passeio pelo bairro visitando o mosteiro. Mais abaixo estarei informando como chegar ao Bairro de Belem”.

MOSTEIRO DOS JERÔNIMOS

O mosteiro foi construído onde antes havia a pequena igreja Ermida do Restelo, lugar em que Vasco da Gama, juntamente com os seus homens, reuniu-se em oração à noite antes de partir à descoberta das Indias.
Este mosteiro é muito visitado por sua beleza e também por seu magnifico claustro, considerado mais interessante até mesmo do que o da catedral de Lisboa. Também abriga as tombas do navegador Vasco da Gama, do poeta Luís de Camões e do escritor Fernando Pessoa.

o que visitar no bairro de Belém
Feito para demonstrar o poder político do Reino de Portugal, também representa uma espécie de agradecimento a Deus pela riqueza encontrada e trazida para casa por Vasco de Gama, no caminho das Índias.
Sua construção começou entre 1501 e 1502 para terminar cerca de um século depois. Os elementos arquitetônicos que compõem o mosteiro são maravilhosos, como esculturas de plantas e animais exóticos e símbolos da arte da navegação, típicos do estilo manuelino.

Mosteiro dos Jerônimos em Lisboa
Mosteiro dos Jerônimos em Lisboa
Em 1907 o mosteiro foi declarado Monumento Nacional, e faz parte do Patrimônio Cultural da Humanidade da UNESCO desde 1983.
No complexo do Mosteiro dos Jerônimos estão o Museu Nacional de Arqueologia e o Museu da Marinha.

Dica – Na entrada do mosteiro encontra-se a igreja com entrada gratuita. Recomendo que a visite antes de entrar no mosteiro.

Horário de abertura do mosteiro: de outubro a abril das 10h às 17h30 (último ingresso às 17h) – de maio a setembro das 10h às 18h30 (último ingresso às 18h). Não abre nas segundas feiras.
Bilhete: 10€ – Tem a possibilidade de comprar o bilhete para visitar o Mosteiro e a Torre de Belém pagando 12€.     Link: mosteirojeronimos.pt (recomendo comprar online na alta estação para evitar filas)

PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS

Continuando com o roteiro para saber o que visitar no Bairro de Belém, deixe o mosteiro e atravesse a bela praça onde encontrará uma passagem subterrânea que leva ao outro lado da avenida, chegando ao Padrão dos Descobrimentos.

Padrão dos Descobrimentos no Bairro de Belém

Edificado pela primeira vez em 1940, sofreu deterioramento devido aos materiais perecíveis com o qual foi construído, tendo que ser reconstruído em 1960. Este monumento representa uma caravela que, pronta para navegar o mar, traz muitos personagens históricos, incluindo os exploradores Vasco de Gama e Ferdinando Magellano.

No arco do barco é representado Enrico, o Navegador com uma caravela na mão. Os outros personagens, heróis da história portuguesa e protagonistas da era da exploração, estão representados em duas fileiras descendentes ao longo dos lados do monumento.
Seu interior é dedicado a espaços para exposições e é possível subir ao topo do monumento para ter uma bela vista do rio Tejo e seus arredores.

Horário de abertura: de março a setembro das 10h às 19h (último ingresso às 18h30) – de outubro a fevereiro das 10h às 18h (último ingresso ás 17h30). Não abre nas segundas feiras.
Bilhete: 5€
Link: padraodosdescobrimentos.pt

TORRE DE BELÉM

Deixando o monumento, siga para o lado direito (olhando para o rio) para chegar à Torre de Belém. O percurso até a torre é agradável e você poderá dar uma parada num barzinho às margens do rio para tomar um drink e apreciar o visual em torno.

A Torre de Belém foi construída entre 1514 e 1520, é Patrimônio Mundial da UNESCO, Monumento Símbolo de Lisboa, pedra fundamental da identidade portuguesa e emblema de uma nação dedicada ao mar e à descoberta do mundo.

Torre de Belém
Graças aos Descobrimentos, Lisboa, nos séculos XV e XVI, tornou-se o maior centro comercial do mundo. Para proteger a cidade, o Rei Dom João II concebeu um projeto pioneiro de defesa marítima em Lisboa, que foi concluído em 1514, com a construção da Torre de Belém, pelo arquiteto Francisco de Arruda. Combina com originalidade uma torre com uma pedra moderna avançada e bem armada.

Dom Manuel I quis que na torre ficasse em evidencia os sinais de seu poder: as armas reais, a esfera armilar e a cruz da Ordem de Cristo.
Seu interior não tem nada de especial, aliás, é bem vazio, o que vale a pena mesmo é subir em seu terraço para ter uma bela vista da região.

Horário de visita: de outubro a abril das 10h às 17h30 (último ingresso às 17h) – de maio a setembro das 10h às 18h30 (último ingresso às 18h). Não abre nas segundas feiras.
Bilhete: 6€
Link: torredebelem.pt

MUSEU MAAT

Após a visita à Torre de Belém, retorne em direção ao Padrão dos Descobrimentos, passe em frente ao monumento e prossiga sempre reto. O caminho vai fazer uma pequena deviação (bem ao lado do Padrão) onde tem uma pequena marina, continue sempre por este lado sem atravessar a avenida.

A cerca de 10 minutos de caminhada, você vai chegar ao MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia. O museu há uma belíssima arquitetura e vale uma visita pelo menos em seu exterior.

Além do mais, a partir do seu topo, você vai ter um panorama fantástico e totalmente gratuito. Sobe-se através das laterais ou do fundo (este último está fechado no momento), sem precisar entrar no museu.

Museu MaatDaqui, você poderá retornar para o centro de Lisboa pegando o trem, pois a estação está bem perto do museu. Mas sugiro que volte em direção ao mosteiro, onde você desceu do transporte (caso não tenha chegado de trem) para almoçar em um dos restaurantes com mesinhas externas situados em frente ao rio que encontrará durante o caminho.


O que visitar no Bairro de Belém
Após o almoço, é só prosseguir para o ponto de ônibus para apanhar o transporte de retorno ao centro de Lisboa. Mas antes, dê uma passadinha na pastelaria que está quase em frente ao ponto para experimentar o famoso Pastel de Belém. Quase sempre tem fila, mas não desanime, vai rápido.

Pastel de Belém
Outros lugares para visitar no Bairro de Belém caso você tenha tempo disponível

O Centro Cultural de Belèm, que abriga o Museu Berardo, onde você pode ver a coleção de arte moderna e contemporânea de Josè Berardo, assim como o Museu do Design, que contém uma espécie de história de Lisboa contada através de móveis e objetos.

Sempre no bairro de Belém, você pode ir ao Palácio Nacional da Ajuda, que foi o palácio real nos últimos anos e agora contém muitos objetos importantes.

Dica – Caso você precise usar um banheiro, é só dar uma chegada ao Centro Cultural, é limpo e grátis. O Centro Cultural fica ao lado direito (deixando o mosteiro nas costas) do Mosteiro dos Jerônimos.

Como chegar ao Bairro de Belém

Em Cais Sodré, você pode apanhar o transporte nº 714 ou 728 ou ainda o eléctrico 15 Alges. É possível também pegar o eléctrico 15 na Praça das Figueiras.
Pegando um dos 3, irá descer bem próximo ao Mosteiro dos Jerônimos, que fica na calçada da direita a alguns metros do ponto. Você vai descer junto com a multidão de turistas, não se preocupe.

Sempre em Cais Sodré, é possível pegar o trem (funciona como estação de metrô e de trem) que vai para Cascais e descer em Belém. Mas fique atento no trem que apanhar, porque nem todos que vão em direção a Cascais param em Belém.

Agora que você já sabe o que visitar no Bairro de Belém, é só adicionar o roteirinho na sua lista e aproveitar o máximo desse delicioso bairro de Lisboa!

RESERVE SEU HOTEL AQUI

PARA ACOMPANHAR KEVIAGEM NAS REDES SOCIAIS

SIGA NO FacebookInstagramTwitterPinterestYoutube e Google+

 

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Oi, Damares. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    25 de setembro de 2017

Deixe Um Comentário