Maastricht: uma histórica e elegante cidade holandesa

Os residentes de Maastricht são chamados de Bourgondy pelos holandeses do Norte devido à sua semelhança com o povo francês porque gostam de se vestir bem. E diga-se de passagem, é verdade, as pessoas se vestem muito bem e com bom gosto.

A cidade é bem charmosa com ruas estreitas e possui mais de 500 cafés e restaurantes, sendo a maioria bem elegante.

Aqui nasceu e vive o famoso violinista Andre Rieu, e morreu um dos mosqueteiros, em 1673, D’Artagnan, durante uma batalha. Mas Maastricht ficou muito conhecida internacionalmente a partir de 1992, quando nela ocorreu o encontro para a assinatura do Tratado da União Europeia. Hoje é uma cidade bastante visitada por turistas de várias partes do mundo.

Ela já estava na minha lista de lugares para fazer bate e volta a partir de Colônia há um tempinho, mas eu queria conhece-la num período mais agradável, na primavera ou no verão e de preferência com sol. E todas as vezes que eu me programava para ir visita-la, chovia. Finalmente deu certo e lá fui eu!

Maastricht é uma graciosa e elegante cidade da Holanda fundada pelos romanos em 50 a.C. Foi uma cidade fortificada e cercada por muralhas, é banhada pelo rio Maas e está situada na província de Limburg entre a Bélgica e a Alemanha, encontra-se numa posição muito estratégica podendo ser visitada num bate e volta a partir de outras cidades, assim como meta de parada entre um destino e outro. Está apenas a cerca de 100 km de Colônia e a 200 km de Amsterdam, dando pra fazer um bate e volta tranquilamente de uma dessas duas cidades, seja de carro, que de trem.

Cidades da Holanda

Além de ser uma cidade da Holanda muito graciosa e elegante, é rica em cultura, história e arte, que são bem visíveis durante uma bela caminhada pelo seu centro histórico. Maastricht é uma das cidades holandesas mais antigas com uma rica cultura gastronômica, não é por acaso que existem mercados quase todos os dias em várias partes do centro histórico.

cidades holandesas

Maastricht é uma cidade universitária e cheia de jovens. Imagine que a cidade há aproximadamente 120.000 habitantes e cerca de 18.000 são estudantes universitários. É chamada de Cidade dos Festivais por oferecer uma vasta seleção de concertos de músicas que vai do clássico ao pop, tanto é que foi candidata a Capital da Cultura Europeia para 2018.

O que ver em Maastricht

O passeio pela cidade começa por sua praça principal de nome muito complicado, Vrijthof, onde encontra-se a basílica católica de Sint Servaas (São Servatius) com visita a pagamento, e a igreja protestante de Sint-Janskerk (São João), uma do lado da outra. A partir da torre da igreja de Sint-Janskerk, tem-se uma bela vista da cidade pagando 2,50€.

Maastricht

Basílica de Sint Servaas à direita e a igreja de Sint-Janskerk à esquerda

cidades holandesas

Euzinha

Praça Vrijthof

Praça Vrijthof com restaurantes e igrejas

Ao contrário do Norte da Holanda, onde a maioria da população é protestante, Maastricht representa o berço católico da Holanda.

Muito próximo da praça Vrijthof encontra-se a magnífica Selexyz Dominicanen. Muitas das antigas igrejas hoje são desconsagradas e abrigam hotéis, residencias e sugestivos restaurantes. Em um templo do século XIII magnificamente afrescacado e com tetos góticos, encontra-se uma livraria gigantesca em vários níveis. A igreja de Selexyz Dominicanen fundada em 1294 pela ordem dos Frades Pregadores, mais precisamente por São Domenico, hoje abriga uma livraria que é considerada uma das mais bonitas do mundo. A estrutura original, não foi tocada, apenas foi colocada a imponente estrutura em aço preto com suas bases no lado direito da própria igreja. O visitante caminha por longos corredores onde encontra prateleiras cheias de livros, escadas e belos afrescos em uma experiência única. Siga até o fundo do corredor no último andar para ter uma incrível vista da mesa em forma de cruz situada no piso térreo na cafeteria dentro da igreja.

livraria Selexyz Dominicanen

A igreja desconsagrada Selexyz Dominicanen hoje com a livraria em seu interior

Entre pelas vielas e explore o belo centro histórico de Maastricht. A principal rua de lojas se chama Grote Staat e a Stokstraat abriga as lojas exclusivas.

centro histórico de Maastricht

Centro histórico de Maastricht

Na agradável praça Onze Lieve Vrouweplei (foi eleita a praça mais bonita dos Países Baixos) com cafés e restaurantes ao aberto, está localizada a esplêndida basílica Liebfrauenbasilik (Nossa Senhora) do século XI, que de fora parece mais um castelo fortificado. A igreja abriga uma estátua da Virgem Maria “Estrela do Mar”, que é considerada milagrosa, sendo a principal atração da basílica.

centro histórico de Maastricht

Praça Onze Lieve Vrouweplei

o que ver em Maastricht

Basílica Liebfrauenbasilik (Nossa Senhora)

Se bater aquele desejo de jantar num lugar especial, na praça Onze Lieve Vrouweplei está situado o Hotel Derlon, que há um restaurante com ruínas do período romano. Caso você não possa jantar no restaurante, tome um café no bar e peça para dar uma olhadinha no restaurante, é deslumbrante. Foi o que eu fiz!

restaurante em Maastricht

Restaurante em Maastricht

Daqui, pegando uma rua bem estreita, chega-se a uma padaria a qual vende coisas deliciosas que utiliza o antigo moinho de água da cidade, o Bisschopsmollen (literalmente traduzido como Moinho do Bispo). Infelizmente não pude experimentar as guloseimas dessa padaria porque não abre na segunda feira, quando visitei Maastricht.

o que ver em Maastricht

Bisschopsmollen

A Helpoort (porta do inferno) edificada em 1229, é a porta medieval mais antiga de Mastricht. No seu interior tem um pequeno museu e um guia que explica a história da cidade em inglês. A visita é gratuita, eles pedem uma pequena contribuição que fica a critério do visitante se doar ou não.

porta medieval

Porta Medieval Helpoort

porta medieval

Porta Medieval Helpoort

A Ponte em Pedra Sint Servaas foi construída pelos romanos para unir às margens do rio Maas, e quando a ponte desabou em 1275, foi reconstruída com arcos de pedra. A ponte foi batizada com o nome de Sint-Servaasbrug em 1930, até então, era chamada apenas de “ponte” porque não haviam outras pontes que atravessavam o rio Maas. É considerada a ponte mais antiga da Holanda.

Maastricht

Ponte Sint-Servaasbrug

No centro da Place du Marché está situado o Stadhuis (Câmara Municipal), no qual há um carrilhão em sua torre com 49 sinos.

Maastricht

Place du Marché com o Stadhuis

Se você ficar 2 dias em Maastricht (super recomendo, a cidade é muito bacana e interessante), sugiro que visite a Gruta de Sint Pietersberg. A visita é feita somente com guia e dura de 1 a 2 horas. Nas paredes dessa gruta eram escavados blocos de pedras que foram utilizados para construir a maioria das casas, igrejas e castelos de Maastricht. Antigamente a gruta era constituída por 20.000 galerias por cerca de 200 km. Restaram 8000 galerias e é muito fácil de se perder, por isso é importante seguir sempre o grupo que está com o guia. As galerias foram usadas como esconderijo durante guerras e nela construiram uma padaria, uma enfermaria e uma capela. Os vestígios dessa época são visíveis ainda hoje. Use sapatos confortáveis e leve casaco porque a temperatura no interior da gruta é de cerca 5°. Para ter maiores informações sugiro que visite o link do local.

O centro de informações onde é possível reservar passeios guiados pela cidade, assim como a visita a gruta, encontra-se no centro. Visite o link para ter maiores informações: maastricht.nl

[caixa title=”Saiba mais”]

Lojas de roupas baratas na Europa
As vantagens de viajar de trem na Europa
Roteiro de viagem nos Alpes da Europa
Colonia com passeios e diversões grátis

Organize sua viagem para Europa visitando os links abaixo 
Reserve seu hotel com o booking.com
Viajando de carro, alugue com Rentalcars

Siga Keviagem nas redes sociais:
instagram
facebook
twitter

[/caixa]

 

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Olá Damares, adorei seu post e estamos planejando (grupo de casais) ir em Julho/2016 assistir show Andre Rieu em Maastricht. Saberia me dizer se conseguimos assistir ao show a partir de algum restaurante da praça (tem boa visibilidade) ou o melhor é comprar os ingressos na plateia? Como faço para conseguir 08 lugares em algum restaurante na praça para ver o show ? Agradeço por qualquer informação sobre Maastricht, sds

    27 de novembro de 2016

Deixe Um Comentário