National Gallery em Londres: passagem obrigatória

A National Gallery em Londres é uma das maiores pinacotecas do mundo, e você pode apreciar e contemplar seus mais de 2300 quadros sem pagar absolutamente nada. A entrada é gratuita, paga-se somente para visitar as exposições temporárias. Visitar Londres sem dar nem mesmo uma chegada em um de seus vários museus gratuitos é um pecado, mesmo pra quem não é apaixonado por arte.

National Gallery em Londres

National Gallery

O interior do edifício que abriga o museu foi ampliado várias vezes, mas sua parte externa permaneceu quase intocada. Em 1975 foi aberta ao público a parte chamada Sainsbury Wing, de uma extensão enorme, quase do tamanho de 6 campos de futebol.

National Gallery em Londres

As coleções são organizadas em ordem cronológica e se encontram no 2° nível da estrutura. Os quatro períodos de tempo em que as salas são divididas, são identificadas por diferentes cores. Por esta razão, é muito fácil de se orientar e escolher o próprio caminho pessoal.

Antes de iniciar sua visita a National Gallery em Londres, sugiro que trace realmente seu percurso, pois o museu é enorme e você poderá ficar perdido sem saber onde estão as obras que mais lhe agradam. Eu termino sempre caindo direto no impressionismo, é minha paixão. Não sou uma super expert no assunto, mas gosto muito de arte e curto ver as mostras dos artistas que adoro como Monet, que é meu ídolo.

Visitar Londres

Claude Monet

exposições gratuitas em Londres

Vincent van Gogh

A National Gallery em Londres, contando com mais de duas mil obras em exposição, possui o ponto forte em ter pelo menos uma obra de praticamente qualquer grande mestre europeu, a partir do período medieval ao pós-impressionismo, com uma visão completa sobre os principais episódios das escolas italianas, flamenga, holandesa, espanhola, francesa e, claro, inglesa. Os vários contextos da história da arte também pode ser totalmente evocada por uma riqueza de obras de mestres “menores” e escolas locais.

National Gallery

Paul Gauguin

A qualidade das obras presentes na National Gallery em Londres, é impressionante, o que é na verdade a característica mais marcante deste museu: Leonardo da Vinci, Botticelli, Ticiano , Rembrandt, Caravaggio, Van Gogh, Velasquez, Rubens, Monet, Cézanne, Michelangelo, Canaletto, só para citar alguns.

museus gratuitos

Pierre – Auguste Renoir

É tudo incrível, é uma verdadeira viagem através de diferentes épocas, culturas, pontos de vista e técnicas de pintura que são encontradas em poucos lugares do mundo.
Mesmo se você não é um especialista em arte, mas simplesmente aprecia, na National Gallery em Londres poderá admirar as famosas pinturas que viu em revistas e talvez estudou na escola diretamente ao vivo.

exposições gratuitas em Londres

Peter Paul Rubens

Os museus estatais na Inglaterra são gratuitos, mas apenas para as mostras permanentes. Na entrada geralmente pedem uma doação que fica a critério do visitante se dar ou não, assim como o valor. Mas fica tranquilo, não se sinta constrangido caso decida não deixar nenhuma doação, muita gente não deixa. Eu sempre deixei alguma coisa, às vezes até mesmo 1 libra esterlina, porque a qualidade das exposições gratuitas em Londres são realmente ótimas.

Informações úteis para visitar a National Gallery em Londres

Endereço: Praça Trafalgar
No andar do ingresso principal na praça Trafalgar encontram-se os serviços úteis aos visitantes: banheiro, bar, bilheteria, loja de souvenir.
Horário: todos os dias das 10h às 18h – sexta feira até às 21h. Não abre dia 1 de janeiro e 24, 25 e 26 de dezembro.
Ingresso gratuito: o museu organizada visitas guiadas em inglês que partem da ala Sainsbury todos os dias às 11h30 e 14h40; quarta feira também às 18h e 18h30; sábado às 12h30 e 15h30
Link: nationalgallery.org.uk

[caixa title=”Planeje bem sua Viagem”]

Reserve seu hotel 
Viajando de carro, alugue aqui
Passeios, Transfers e Shows na Itália

Siga Keviagem nas redes sociais:
instagram
facebook
twitter

[/caixa]

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Nenhum Comentário

Deixe Um Comentário