Saiba tudo sobre segurança na Itália e Europa

Se você está organizando uma viagem para o país do vaticano, e gostaria de saber como anda a segurança na Itália, caiu no lugar certo. Aqui você vai descobrir não apenas minhas dicas e informações, mas irá poder visitar outros blogs que estão participando de uma blogagem coletiva com blogueiras que moram no país.

Sentimos a necessidade de organizar esta blogagem coletiva, para informar a você viajante, a verdadeira situação de segurança na Itália nesse momento. Temos uma ferramenta muito potente nas mãos, internet, a qual devemos saber usar com cautela e bom senso. Devemos sim, alertar, mas não alarmar. Resolvemos mostrar pra você, que furtos e golpes não acontecem apenas na Itália, e sim em toda a Europa, e os cuidados precisam ser tomados sim.

“Deixo claro que não sou contra a divulgação de experiências negativas durante uma viagem com intuíto de alertar os viajantes. Mas sou contra a disseminar medo e colocar países como a Itália numa posição de destino altamente perigoso”.

Quando você vir títulos que assustam, procure ler o artigo para saber realmente do que se trata para não tirar conclusões erradas. E se não conhece o idioma, peça pra alguém que fala a língua, te ajudar. Um exemplo disso, é o título de um artigo que fala sobre o reforço de segurança na Itália. Veja como ao ler o título, a impressão que dá, é que houve um crime no trem: Crimini in treno e stazione. Le ferrovie lanciano campagna a tutela dei viaggiatori.

Assusta mesmo, né? Mas o texto não fala de crime a ninguém, explica as medidas de segurança a serem tomadas contra furtos nas estações ferroviárias e nos trens, informando através de folhetos em várias línguas, os passageiros sobre o fato e alertando para estarem atentos com seus pertences.

Você sabia que existe uma diferença entre furto e roubo/assalto?
Quando um ladrão pega qualquer objeto ou dinheiro de outra pessoa sem ter nenhum tipo de contato com ela, está cometendo um furto. Se ao invés disso, tiver contato com a vítima como violência ou ameaça, é roubo/assalto.

Então agora que você já conhece a diferença, vou te dar duas notícias, uma ruim e uma boa:
A ruim, é que em toda a Europa existem furtos, sobretudo onde tem um grande aglomerado de pesssoas, principalmente turistas.
A boa, é que os casos de roubos/assaltos a pessoas físicas, são raros. Ufa! Ainda bem, né? Mas acontecem em alguns estabelecimentos, como bancos.

Nos últimos anos, o número de pessoas viajando pelo mundo aumentou em maneira impressionante! As companhias aéreas começaram a oferecer sempre mais passagens em promoção, há uma grande oferta de estruturas para se hospedar, desde hostels, a pensões e quartos de aluguel em casas de família. E as pessoas começaram a sentir necessidade de conhecer o mundo, alargar os horizontes. Que maravilha!

Com isso, o número de mal-intecionados também aumentou, furtando os turistas nos lugares de grande concentração de gente: metrô, tram, ônibus, monumentos.
O problema, é que as pessoas que chegam aqui na Europa de países com um certo índice de criminalidade como roubos/assaltos, acham que aqui é paraíso, nada acontece, ai se relaxa demais e termina sendo alvo fácil para os malandros. Mas não é bem assim.

A cometer esses furtos, são pessoas de várias nacionalidades, inclusive europeia, mas muitos são ciganos. Os ciganos são um grande problema em muitas partes da Europa, principalmente nas cidades grandes, como Paris. Na Itália, por exemplo, muitos já falam um italiano perfeito, porque vivem no país há muitos anos ou são filhos de ciganos que lá cresceram ou nasceram. Hoje esses jovens se vestem em maneira normal, muitas mulheres, não usam mais aquelas saias longas, o que dificulta a serem reconhecidas. A maior parte a cometer o ato do furto, é menor de idade, então não podem ficar presos, são liberados rapidamente. A mesma coisa acontece em outros países europeus como França, Espanha, Portugal e Alemanha, onde estão mais concentrados.

Os ciganos colocam os filhos nas ruas para aprender a profissão de furtar desde pequenos, são muito hábeis (enfiam a mão na bolsa das vítimas sem que elas nem percebam) e agem em 2 ou mais, quase nunca sozinhos. Felizmente não são todos assim, tem uma parte de ciganos que trabalha e manda os filhos pra escola.

Não, isso não é racismo da minha parte com os ciganos, notícias  como essas estão nos jornais muito frequentemente em várias cidades europeias. È um fato real, e não estou inventando.

Ah, existem também os golpes! Tem vários, e alguns poderiam servir como verdadeiros roteiros para filmes de malandragem e com grande possibilidade de ganhar o “oscar” da criatividade.
Em Milão, tem o golpe da pulseirinha que tentam colocar no seu pulso dizendo que é um presentinho e, no final, você descobre que tem que pagar. A mesma coisa acontece com flores. Sem falar no milho que assim que você chega na Piazza del Duomo com uma cara de turista total, colocam na sua mão para chamar os pombos pra fazer aquela foto memorável da praça com a catedral e o pombo na mão. Se prepare pro final, vão te pedir uma graninha, e olha que alguns chutam alto, viu?

Em toda a Itália, nunca aceite entrar em táxi em que o motorista vem te perguntar se você precisa de um táxi, sobretudo nos aeroportos e estações de trens. Se dirija ao ponto de táxi que encontra-se logo na saída. Não vão te sequestrar e te matar não, fica tranquilo, mas vão te cobrar o olho da cara.

Em Berlim, tem o golpe da bolinha, onde você pode perder até 50 euros, além de motorista de táxi que tenta dar uma enrolada no taxímetro. Tem também batedores de carteira espertíssimos. Pois é, na Alemanha também tem! Não acredita em mim? Então veja este post do blog “Agenda Berlim” escrito por uma brasileira que mora na cidade.

Em Amsterdam, fique atento com os motoristas de táxi, eles também gostam de dar uma enroladinha no taxímetro.

Paris, é uma das cidades com maior número de golpes com depoimentos por turistas na web. Até mesmo o blogueiro Daniel Duclos do blog Ducs Amsterdam quase caiu no golpe do anel, mas a mulher dele, a Carla, como sempre, o salvou…rs.

O golpe que mais me impressionou, foi o de Viena. Pessoas que se passam por policiais, e aproveitam para furtar o turista, pedindo para comprovar que tem dinheiro e mostrar o valor na carteira. Acreditem se quiser! Austria, país super seguro.

Todos estes exemplos que coloquei acima, graças a Deus, acontecem sem agressão, sem armas e lesões. Estes fatos, acontecem também em países como Inglaterra, Espanha, Portugal, Republica Tcheca e outros do continente europeu. Meu intuíto não é de te assustar, mas de deixar você alertado sobre a segurança na Itália e na Europa, e tomar consciência que nenhum lugar é paraíso.

Morei em Milão por 24 anos de 1990 a 2014, e nunca tive problemas de furtos, apesar de saber que existiam. Hoje moro em Colônia, na Alemanha, uma cidade menor e bastante segura, mas aqui também ocorrem casos de furtos. E você deve estar pensando: ah, mas a Alemanha tem menos probalidade de um turista sofrer um furto ou golpe! Talvez até tenha, mas a Itália também recebe mais turistas (os 10 países mais visitados no mundo).

Além de sua capital, Roma, há muitas outras cidades famosas que recebem a cada dia um número grande de turistas: Veneza, Verona, Milão, Como, Cinque Terre, Florença, San Gimignano, Siena, Nápoles, Costa Amalfitana, Palermo, Taormina, Siracusa, e por ai vai. A França, tem sido o país com maior número de visitantes no mundo e, assim como a Itália, há muitas cidades que recebem muitos turistas a cada dia, e Paris tem um número alto de casos de furtos e golpes. Isso é uma ótima isca para os malandros.

Em qualquer cidade que visito (ou mesmo onde moro), quando ando de metrô, tram ou ônibus, seguro sempre minha bolsa bem apertadinha pertinho de mim. E quando caminho pelas ruas, a bolsa está sempre embaixo do meu braço. Preparo Roteiros Personalizados há 3 anos para a Europa e nunca ocorreu nada com meus clientes, pois lhes dou todas a informações necessárias para que tomem cuidado e fiquem atentos.

E agora? Depois dessa informação toda você não vem mais pra Europa turistar? Tenho certeza que você não vai deixar de conhecer as belezas de um continente esplêndido por causa de furtos e golpes que podem ser evitados por você mesmo.
O que você precisa fazer, é tomar cuidado com seus pertences, não da moleza para os malandros.

Dicas para evitar furtos
Mulheres, use bolsa com abertura sempre na frente, dê preferência a tiracolo
Homens, nada de carteira no bolso de trás da calça
Não coloque sua mochila nas costas, mas sim na frente
Fiquem atentos quando alguém se encostar muito perto de você
Tire fotocópia de seu passaporte para circular nas ruas, deixe o original no cofre do hotel
Leve o dinheiro suficiente para gastar durante o dia, deixe o restante no cofre do hotel
Antes de entrar num táxi, diga ao motorista seu destino e pergunte quanto vai ser o valor da corrida

Agora, sabe o que eu adoro aqui na Europa? É poder caminhar com meu celular, com minha máquina fotografica, com qualquer tênis ou relógio de marca, e não ser abordada com arma na cabeça. É poder pegar o metrô a noite (em algumas cidades até mesmo de madrugada) e voltar pra casa sã e salva, é parar no semáforo, sem medo de sentir uma arma na minha cabeça. Esses sim, são fatores que podem me deixar com medo de visitar um determinado lugar, mas mesmo assim, se o lugar valer a pena, eu o visito, porque se eu deixar o medo tomar conta de mim, significa que ele ganhou, e eu perdi. Adoro o Rio de Janeiro e Salvador, e com toda a violência que infelizmente acontece nessas duas cidades, sempre que vou ao Brasil e, posso, dou uma passadinha nelas.

Se você quiser saber mais detalhes sobre segurança na Itália, visite os links dos blogs participantes:

Milão nas Mão
Passeios na Toscana
Descobrindo a Sicilia
O Guia de Milão
Onde está Andrea
Itália para brasileiros

E se você tiver tempo, sugiro que sente comodamente na sua poltrona, e leia o post do Ducs Amsterdam sobre os “7 Golpes e ciladas a turistas na Europa“. E não deixe de ler os mais de 300 comentários deixados no post, com depoimentos de turistas brasileiros contando suas histórias, podem servir de alerta pra você.

 

Damares está dentro do mundo de viagens desde 1987. Morou em Milão de 1990 a 2014, quando se transferiu para cidade de Colônia, na Alemanha. No momento vive na linda região de Lisboa, pertinho do mar! Aproveita sempre da facilidade de viajar pela Europa, conhecendo vários países nesse maravilhoso continente!

contato1@keviagem.com

Comentários
  • Damares Lombardo

    Estive na Itália em 2013 e minha experiência foi ótima. Sou carioca, aqui não é bolinho viver – como toda grande cidade no mundo, Milão para mim foi muito tranquila. Precaução vale para para todo lugar, mas não se pode deixar que o sensacionalismo te previna de apreciar a deslumbrante Duomo por exemplo. Fiquei tão inspirada que escrevi um romance entre uma Brasileira e um Inglês que se passa na cidade. 😉 Itália, com certeza voltarei, Bella!

    18 de julho de 2015
  • Damares Lombardo

    Muito bom o post! Informativo e esclarecedor, com certeza todos os lugares pelo mundo, tem seus pontos fortes e fracos, e tem sim que ter cuidados, mas isso é em qualquer lugar, principalmente onde há pontos turísticos.
    Minha última viagem a Itália foi pela Toscana, simplesmente incrível! Em todas as cidades em que fui, cada uma mais linda que a outra, me senti segura, não tive qualquer problema, sem falar na estrutura de transporte que facilita roteiros de bate e volta, e de uma cidade para outra mesmo , com conforto e segurança, usei trem, são ótimos! Comecei em Roma, fui ao Vaticano de metrô, depois fui para Florença, Pisa, Verona e Veneza, e de lá para Paris, o aeroporto ótimo, e tudo muito fácil e tranquilo. Simplesmente amei!Pretendo sem dúvida, voltar em breve!
    Parabéns pelo trabalho! Até o próximo post!

    18 de julho de 2015
  • Damares Lombardo

    É comum ao prepararmos as malas para viagem, deixarmos a malícia para trás, Aproveitadores de pessoas distraídas existem em todos os lugares. Estivemos na Itália ano passado, não houve nada que pudesse trazer algum contratempo para o grupo, já recentemente fomos para o leste europeu, via Londres, onde o cartão de credito de uma pessoa que estava conosco e que o usou dentro do aeroporto de LONDRES foi clonado, mas ele conseguiu bloqueá-lo a tempo. Em Viena uma senhora também do grupo ficou sem a carteira com seus documentos e cartões.Em Praga uma outra senhora também do grupo, esqueceu a bolsa no balcão do banheiro, uma mulher percebeu o esquecimento, foi atrás e devolveu a bolsa a ela. Portento, por fatos isolados, não podemos condenar esse ou aquele país.Entre os escoteiros, existe a recomendação: Onde estivermos, SEMPRE ALERTA.

    18 de julho de 2015
  • Damares Lombardo

    Fui para Itália e andei muito por lá, Sicília, passando por Palermo, Segesta, Capri, Erice, já na “bota”, passei por Napolis, Pompeia, Sorrento, Positano, Roma, Firenze, Veneza, Siena, Padova, Montalcino, Broglio, findando em Milão! Tudo super tranquilo, Policias (todas) sempre presentes e cordatas, mas sempre bom estar atento, mas sem nenhum stress! Aproveito para registrar que para essa MARAVILHOSA viagem que realizei com minha amada Valeria, contei com o auxílio da, hoje, nossa amiga Damares, eis que preparou o roteiro!!!

    18 de julho de 2015
  • Damares Lombardo

    fomos conhecer a Itália com um grupo de 3 casais em 2013
    E o que posso deixar como nossa experiência felizmente são somente coisas boas
    Começamos nosso passeio por Roma em seguida a região da toscana , Florença e Milao
    Nosso roteiro foi maravilhoso Td pensado e selecionado pela nossa queridíssima amiga Damares, que com sua competência nos deu tds as dicas necessarias
    Andávamos muito a pé , pegamos trens alugamos carro e não vimos nenhuma violência nem assalto
    Como em Td viagem que fazemos é claro tomamos sempre cuidado com bolsas mas nada neurótico.
    Nos divertimos muito
    E tivemos uma ótima impressão da Itália , tanto que já estamos planejando a volta para conhecer os lugares que não conhecemos nos 12 dias que passamos lá.

    20 de julho de 2015
  • Damares Lombardo

    estive na Italia em 2011 e 2013.Claro que tomamos um certo cuidado e foi tudo tão maravilhoso que pretendemos voltar
    em 2016.Passei por uma situação que achei muito engraçada.Imagine a cena: Piazza de Spagna + ou – 16hrs…..aparece “do nada” um homem com um botão de rosa vermelho e me oferece….. fico me sentindo por 01min a propria Anita Ekberg…..aí ele me diz: 03 euros senhora…….e para devolver???? rs rs rs…….
    Agora sério, muito util se post,muito obrigada e parabens !!

    20 de julho de 2015
  • Damares Lombardo

    Oi Damares,
    muito bom seu post!
    É preciso que a gente se lembre de que mesmo de férias, passeando pela Itália ou outros lugares da Europa, precisamos ficar de alerta, prestar atenção ás nossas carteiras, ao nosso rico dinheirinho…. Em todo lugar existe um espertinho querendo se aproveitar de nossa distração, infelizmente. Mas não é nada absurdo, nada terrivelmente agressivo e perigoso que nos impeça de sair e passear tranquilamente . Em todos os lugares que fui não tive problema algum e nem vi nada acontecendo com amigos que viajaram juntos. O que me chamou a atenção – positivamente, lógico- é poder andar a noite pelas ruas sem precisar ter medo de ser assaltada na primeira esquina!rs..bjs!

    27 de julho de 2015
  • Damares Lombardo

    Comprei uma passagem promocional de Milano para Pisa de trem saindo da estação central às 6:10 da manhã como estou na Corso Buenos Aires pensei em ir a pé até a estação. É perigoso esse trajeto?

    15 de maio de 2016
  • Damares Lombardo

    Por favor me tire uma dúvida. É válido andar com cópia do passaporte? Achei que teria que andar com o original. Ibrigada

    26 de novembro de 2016
  • Damares Lombardo

    Boa tarde,

    Cheguei ontem da Itália, fiquei 1 semana, amei tudo que vi.
    Voltei um pouco decepcionada, no último dia de passeio, deixei o carro alugado no centro de Milão, próximo a policiais, rua super movimentada… No momento da devolução do veículo percebi que não tinha mais mala, roubaram 03 malas. Somente as malas… o GPS da locadora, que é novo e ótima marca, continuou lá…
    Não tinha marca alguma no carro, do jeito que deixamos, estava quando voltamos, inclusive trancado…
    A funcionária da cia, que é brasileira, disse que quase toda semana ouve um caso parecido… disse que tem investigação ja, pode ser quadrilha e pode ter envolvimento com as locadoras…

    Fiquei muito triste… mas faz parte, as lembranças da viagem valem mais que bens materiais.

    Quem estiver indo e for alugar veículo, não deixe nada dentro… #fica a dica

    9 de dezembro de 2016
  • Damares Lombardo

    Ola! Quero contribuir com este blog pela experiência que passei em Florença.
    Às 2am acordei com gritos altíssimos na rua de “vaaai, vaaaai” e depois “goooo, goooo”, seguidos de choro de um homem que gritava “poliziaaaaa”, mas a essa hora não tinha polícia na rua.
    Sim, era um assalto e eu ouvi do meu quarto do hotel e fiquei bem assustada.
    Por conta disso, o conselho que eu daria: não fique andando a esmo de madrugada pelas ruas de Florença. Pelo o que eu mesma ouvi, é perigoso e foi assustador.

    18 de fevereiro de 2017
  • Damares Lombardo

    Adorei o texto , vai ser minha primeira viagem à Europa , é muito bom saber desses detalhes para ficar mais atenta , ficarei 28 dias com meu marido , adoro viajar , mas acredito demais nas pessoas , E ter noção desses golpes é ótimo pq me deixa mais alerta ,e quero muito que está viagem seja perfeita , obrigado

    m

    4 de maio de 2017

Deixe Um Comentário